Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    17/03/2018

    BIOMETRIA| No penúltimo dia de cadastramento, fila de eleitores dá volta no quarteirão

    Algumas pessoas chegaram às 4 horas para garantir atendimento no sábado

    Equipe do TRE-MS atendeu 418 pessoas em uma hora de funcionamento ©Valdenir Rezende
    A fila de eleitores que compareceram neste sábado (17) no Memorial da Cultura, localizado na Avenida Fernando Corrêa da Costa, percorreu todo o quarteirão. Em uma hora de atendimento, das 7h30 às 8h30, a equipe do Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE-MS) registrou 418 pessoas atendidas. 

    Os cidadãos que deixaram para realizar a atualização do documento no penúltimo dia, visto que neste domingo (18) também será feito atendimento até às 17 horas, foram unânimes em afirmar que a maior preocupação de regularizar o documento é para não ter pendências com a Justiça Eleitoral.

    Um desses casos é do Pedro Moura, 52 anos, assessor parlamentar da Assembleia Legislativa. Ele chegou às 4h30 da manhã e por volta das 8h30 estava para ser atendido. "Acabei enfrentando fila em razão do excesso de trabalho e por descuido também", argumentou.

    A empregada doméstica Maria Dirce Dias Martins, 63 anos, ficou viúva há alguns meses e relata que não veio fazer o cadastro biométrico porque estava viajando. "Meu marido morreu e não tive cabeça para ficar em Campo Grande. Acabei viajando para casa de familiares e só voltei ontem", relatou a eleitora, que chegou às 6h no local e disse que faz questão de participar das eleições 2018.

    Opinião diferente tem o ajudante de serviços gerais Flannarion Rocha, 49 anos. Ele chegou às 5h40 e nesse horário a fila já saia do prédio. "Olha, como a maioria dos brasileiros deixei para atualizar na última hora. Mas, confesso que estou desgostoso com a situação política e só vim para não ter problemas com documentação", observa.

    O mestre de obras Sandro Godoy, 43 anos, chegou às 7h e espera ser atendido pelo menos até às 13h. "A vida da gente é muito corrida e sempre surgia um imprevisto me que impedia de vir. Hoje espero sair daqui com tudo concluído, pois, não tenho nenhuma vontade de participar das eleições deste ano", desabafa. 

    DADOS OFICIAIS

    Conforme informações da assessoria de imprensa do TRE-MS, em Campo Grande existem 63 mil eleitores e a média de atendimento diária dos três pontos de cadastramento é de seis mil pessoas cada um. 

    Os postos funcionam no Memorial da Cultura, na avenida Fernando Corrêa da Costa, na sede do TRE-MS, no Parque dos Poderes e no Centro Integrado de Justiça (Cijus), na rua 26 de agosto. O horário de funcionamento é das 8h às 17h. 

    BIOMETRIA

    Para o cadastramento, o eleitor deve levar a via original de um documento oficial de identificação com foto e comprovante de residência atualizado. Homens maiores de 18 anos, que irão tirar o título pela primeira vez, devem também apresentar o comprovante de quitação do serviço militar, com cópia.

    Quem perder o prazo de 18 de março e não realizar o cadastramento biométrico da Justiça Eleitoral terá o título de eleitor cancelado, o que acarreta em diversas questões como não assumir concurso público ou não emitir passaporte, entre outras penalidades.

    Fonte: CE
    Por: ALINE OLIVEIRA E BRUNA AQUINO


    Imprimir