Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    03/01/2018

    Governo de MS conclui nesta quinta “injeção” de R$ 1,5 bilhão na economia

    Com liberação dos salários de dezembro dos servidores estaduais, Estado terá concluído aporte bilionário na economia em um intervalo de 30 dias

    Reinaldo Azambuja havia previsto a liberação dos salários de dezembro no dia 4 deste mês; pagamento será realizado amanhã. (Foto: Divulgação)
    Com a liberação do salário de dezembro para os seus servidores nesta quinta-feira (4), o governo de Mato Grosso do Sul terá injetado R$ 1,5 bilhão na economia do Estado ao longo de 30 dias. O pagamento para os 75 mil funcionários públicos estaduais, da ativa e inativos, será feito no prazo anunciado no mês passado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

    Nesses 30 dias, além dos vencimentos de dezembro, os servidores receberam os salários de novembro e o 13º. “Desde que assumimos, em 2015, temos o compromisso com a valorização dos servidores e o pagamento dos salários antes do quinto dia útil é uma prioridade que vamos manter em 2018”, destacou o governador.

    Juntos, os salários de novembro e dezembro e o 13º equivalem a quase metade do orçamento de Campo Grande para 2018 (de R$ 3,7 bilhões). O abono natalino foi pago em 14 de dezembro, antes do prazo legal (o dia 20 daquele mês). “O pagamento dos salários em dia, é um dos compromissos que temos cumprido e estamos trabalhando para continuar pagando os nossos servidores antes do quinto dia útil em 2018”, afirmou o secretário de Estado de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis.

    Apoiado – Quando anunciado o pagamento das três folhas, o empresariado local comemorou. A Fecomércio (Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul), por meio de seu presidente, Edison Araújo, considerou “importante para o comércio” a injeção dos recursos.

    João Carlos Polidoro, da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande, concordou. “Isso possibilita ao nosso cliente, servidor público, ir às lojas com a família, com tranquilidade, para escolher seus presentes com antecedência, e fazer um Natal mais especial”. “Adiantar o pagamento do 13º faz muita diferença porque será injetado diretamente no comércio”, afirmou a presidente da Associação Comercial de Dourados, Elizabeth Salomão.

    Fonte: campograndenews
    Por: Humberto Marques


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS