Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    26/01/2018

    Encontrado esconderijo de homem que matou esposa a facadas

    Ademílson Nunes atacou Edilene Coelho dos Santos pelas costas, na frente dos filhos.

    © Facebook/Reprodução
    Nove dias após o assassinato a facadas de Edilene Coelho dos Santos, de 30 anos, enquanto amamentava o próprio filho de 22 dias, o principal suspeito continua foragido. A Polícia Civil revelou, nesta sexta-feira (26), ter encontrado, no entanto, o esconderijo usado por Ademílson Nunes, marido dela e pai do bebê.

    Desde o crime, ele estaria escondido em uma mata em Guarantã do Norte, a 721 km de Cuaibá. Segundo a polícia, uma denúncia anônima deu conta de que parentes de Ademilson Nunes foram vistos frequentemente no local. Os agentes encontraram uma lona e roupas ensanguentadas, que foram recolhidas para perícia.

    As informações são de que o crime, que chocou a cidade, está sendo investigado com prioridade. Edilene foi atacada pelas costas crime, na presença do filho mais velho, um menino de 9 anos.

    Ademílson Nunes estava em liberdade condicional pelo crime de violência doméstica, pois já havia agredido a mulher e o filho dela de 9 anos, fruto de outro casamento, diversas vezes. As duas crianças que presenciaram o assassinato da mãe estão sob os cuidados do Conselho Tutelar.

    Fonte: NAOM


    Imprimir