Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    27/01/2018

    BRASILÂNDIA| Concurso de Prefeitura oferece 63 vagas com salários de até R$ 6 mil

    Inscrições vão até dia 8 de fevereiro; Prazo de validade do concurso é de dois anos.

    Cargos ofertados exigem níveis de escolaridade fundamental, médio e superior
    A Prefeitura de Brasilândia, a 382 km de Campo Grande, abriu concurso para 63 vagas imediatas com salários que vão de R$ 937 a R$ 6 mil. Os cargos ofertados exigem níveis de escolaridade fundamental, médio e superior, para cumprimento de jornadas de 20 a 40 horas semanais.

    Os interessados devem realizar suas inscrições no período de 3 de janeiro a 8 de fevereiro de 2018, pela internet no endereço eletrônico www.fapec.org/concursos. A seleção dos inscritos será por meio de prova escrita objetiva, prática, avaliação psicológica e análise de títulos, conforme o cargo pretendido.

    A prova objetiva será aplicada na data provável de 25 de fevereiro de 2018, em local e horário a serem divulgados com antecedência. O valor da inscrição custa entre R$ 60,00 e R$ 100,00.

    O prazo de validade do concurso é de dois anos, a contar da data de homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período. Fonte: http://www.diariomunicipal.com.br/arom/materia/97E872DE.

    Vagas

    Os cargos com oportunidades são: Advogado, Assistente Social, Contador, Controlador, Enfermeiro, Farmacêutico, Fiscal de Tributos, Médico Clínico Geral, Nutricionista, Odontólogo, Psicólogo, Assistente de Administração, Auxiliar de Professor, Técnico de Enfermagem, Técnico De Informática, Técnico de Segurança do Trabalho, Topógrafo, Agente de Inspeção e Vigilância, Cuidador, Inspetor de Aluno, Mecânico, Auxiliar de Serviços Gerais, Coveiro, Cozinheiro, Lavador de Veículos, Monitor de Transporte Escolar, Motorista “D”, Operador de Máquinas – Pá Carregadeira, Operador de Máquinas - Moto Niveladora, Operador de Máquinas Retroescavadeira, Pedreiro, Trabalhador Braçal, Tratorista e Professores de várias modalidades.

    Por: Danielle Valentim


    Imprimir