Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    22/01/2018

    Bebê viveu mais de um mês com 16 agulhas no corpo

    Ainda não se sabe como as agulhas conseguiram penetrar em seu organismo.

    © Pixabay
    Os médicos uzbeques, no decorrer da operação de nove horas, retiraram 13 agulhas do corpo de um bebê de 11 meses. No momento, ele está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Em breve, será operado mais uma vez para a retirada de três agulhas restantes, comunica o Ministério de Saúde da república.

    No decorrer da operação, verificou-se que as agulhas estavam no corpo do menino durante ao menos um mês. Ainda não se sabe como conseguiram penetrar em seu organismo.

    Na madrugada de 22 de janeiro, o portal kun.uz escreveu que a habitante da região de Fergana disse aos médicos que seu bebê se sentia mal. Com ajuda do raio-X, os médicos detectaram em várias partes do seu corpo 16 agulhas de forma e comprimento diferentes. O bebê foi imediatamente operado no Centro Científico Republicano de Assistência Médica de Emergência em Tashkent.

    O professor do Centro, Khabibulla Akimov, notou que é pouco provável que o bebê tivesse engolido as agulhas independentemente. Além disso, os médicos não encontraram em seu esôfago ou estômago quaisquer ferimentos. Akimov supôs que as agulhas penetraram no corpo exteriormente.

    Segundo afirma o portal, autoridades policiais lançaram investigação em relação ao caso. 



    Imprimir