Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    23/01/2018

    Além de estuprar enteada, motoboy obrigava criança a assistir pornografia

    Abusador foi flagrado pela avó da criança

    © Henrique Kawaminami
    Preso desde a sexta-feira (19) por estuprar a enteada de 7 anos, motoboy de 36 anos confessou o crime à polícia em depoimento nesta segunda-feira. O abusador admitiu que além de abusar sexualmente a criança, a obrigava a assistir filmes pornográficos.

    Responsável pela investigação, Paulo Sérgio Lauretto, da DEPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), disse que o motoboy afirma ter estuprado a menina durante 6 meses e que interrompeu os abusos quando a avó da criança, mãe da esposa do motoboy, passou a morar com a família.

    A versão do padrasto ainda é investigada pela polícia porque a própria avó da criança foi quem flagrou o crime quando a menina saía do banheiro, no momento em que o homem tomava banho.

    No depoimento, o motoboy, que estava casado há quatro anos com a mãe da criança, afirmou que assistia a filmes pornográficos acompanhado da menina. Ele tentou justificar os crimes dizendo que estava sob efeito de medicamento. Informação que não convenceu à polícia pelo fato do remédio ser usado para tratamento de gastrite.

    Irmão da menina e também enteado do abusados, um menino de 5 anos também foi ouvido na delegacia e confirmou ter visto a irmã acompanhada do padrasto por algumas vezes no quarto. Abusos contra ele, no entanto, estão descartados pela polícia.

    O padrasto será transferido nesta segunda para o Instituto Penal de Campo Grande e responderá pelo crime de estupro de vulnerável.

    Fonte: Midiamax
    Por: Aliny Mary Dias e Clayton Neves 


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS