Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    18/12/2017

    Suspeita de duplo homicídio em Corumbá é presa junto com namorado

    O casal estava foragido desde o dia 24 de novembro e foi encontrado em um hotel de Chapadão do Sul

    O casal foi preso nesta segunda-feira (Foto: Diário Corumbaense)
    Rita de Kássia Ledesma Ferreira, de 24 anos, e o namorado, Diego Antônio de Silva, foram presos no início da tarde desta segunda-feira (18) em Chapadão do Sul - a 321 quilômetros de Campo Grande. O casal estava foragido desde o dia 24 de novembro, por matar e enterrar na varanda de casa, a mãe e o padrasto da jovem, em Corumbá.

    As vítimas, Paulo Mariano Pinto e Marilene Ledesma Ferreira, de 58 e 53 anos, haviam sido vistas pela última vez no dia 13 de novembro e só foram encontradas nove dias depois, já sem vida. Os corpos estavam enterrados em buraco feito na varanda da casa em que vítimas moravam em Corumbá - município localizado a 426 quilômetros da Capital.
    © Divulgação
    Segundo apurado, o casal foi encontrado após uma investigação em conjunto entre a Polícia Civil de Corumbá e Chapadão do Sul. Rita e o namorado estavam morando em um hotel da cidade, quando foram detidos pela Polícia Militar. Conforme a polícia, a suspeita é de que o casal tenha passado por várias cidades do Estado desde a fuga.

    Caso - Marilene e Paulo foram encontrados na manhã de sexta-feira (24), por familiares que cansados da falta de notícia resolveram ir até a casa em que moravam. Os corpos foram encontrados enterrados em um buraco na varanda da residência, coberto por areia fina.

    Com as investigações a polícia chegou a Rita de Kássia e o namorado como autores do crime. O casal morava na mesma casa que as vítimas e segundo a polícia, a jovem matou a própria mãe por ela não aceitar seu relacionamento com Diego.

    Para a polícia, o casal ainda planejou o crime para poder ficar com a casa das vítimas para eles. Após o homicídio, os suspeitos venderam vários eletrodomésticos da residência e fugiram para Campo Grande de ônibus. Rita e Diego estavam com mandados de prisões preventivas decretados e foram encontrados nesta tarde.

    O casal foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Chapadão do Sul, mas deve ser transferidos para a cidade em que o crime aconteceu. O casal é indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil, ocultação de cadáver e furto qualificado.

    Fonte: campograndenews
    por: Geisy Garnes


    Imprimir