Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    29/11/2017

    TRÊS LAGOAS| Aluno haitiano da REME do município vence Concurso de Beleza Negra do IFMS

    O aluno chegou ao Brasil em 2014 e estuda na Escola Municipal Parque São Carlos

    © Divulgação
    Sunly Macelin, esse é o nome do jovem haitiano, hoje com 16 anos de idade, que chegou a Três Lagoas no ano de 2014 e começou a estudar na Rede Municipal de Ensino (REME), mais especificamente no 9º ano da Escola Municipal Parque São Carlos.

    Neste mês de novembro de 2017, o menino de sorriso fácil e carisma sem precedentes, foi o vencedor do Concurso de Beleza Negra, promovido pelo Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS).

    Macelin, apesar de ter perdido um ano letivo, devido ao trajeto de imigração para o Brasil, nunca reprovou e é reconhecido como um excelente aluno, principalmente pelos diretores da unidade escolar, Vinícius Belon e Luciana Nascimento, sem dizer da professora de História Luciana Mendes, que também é uma personagem importante nessa história.
    © Divulgação
    “Ao navegar por uma rede social, vi o Concurso de Beleza Negra e, inicialmente, pensei que fosse apenas para mulheres, mas depois notei que havia a categoria masculina. Então, não pensei duas vezes e fiz a inscrição”, explica o aluno que foi o único da REME a se inscrever no evento.

    Mais que imediatamente, o jovem recebeu o apoio dos diretores Belon e Luciana que conseguiram uma roupa adequada para a apresentação e da professora de História Luciana Mendes, que o ajudou a organizar sua apresentação para a categoria “Talentos’’. “Ele recitou uma poesia em sua língua nativa, o crioulo. Além disso, o ajudei a estudar as questões de Africanidades”, explica a professora.

    Segundo ele, “é muito bom estudar no Colégio Parque São Carlos, pois a maioria das pessoas o respeita e os professores sempre o ajudaram muito”, tanto que foi a própria professora que o levou para o concurso e, para dar um reforço merecido na torcida, também chamou algumas alunas.

    “Acreditamos que a sua beleza e graciosidade contribuíram bastante para que se tornasse uma pessoa querida por todos os envolvidos. Sunly, em diversos momentos, disse que achava inacreditável o resultado e é perceptível como sua estima deu um salto significativo”, enfatiza o diretor Belon.

    No último dia 24, na culminância do Projeto da Consciência Negra da Escola Municipal Parque São Carlos, o jovem haitiano desfilou com sua faixa de Mister e, até mesmo, precisou tirar foto com vários amigos que queriam guardar o registro desse momento.

    “Agora, Sunly tem uma agenda de entrevistas e conta com total apoio da Direção e dessa professora de História, aqui, para acompanhá-lo sempre que necessário”, finaliza Luciana Mendes que tem o sentimento igual ao que o rosto de Macelin expressa, o sentimento de felicidade.
    © Divulgação

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS