Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 14 de setembro de 2017

    Em repúdio, Coronel David registra boletim de ocorrência contra exposição de teor sexual impróprio no Marco

    Juntamente com Herculano Borges e Paulo Siufi, o parlamentar foi até a DEPCA para registrar o conteúdo da exposição

    © Divulgação
    Saindo da sessão ordinária na Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (14), o deputado estadual Coronel David (PSC) foi até a Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente (DEPCA), juntamente com o deputado Paulo Siufi (PMDB) e Deputado Herculano Borges (SD), para cobrar providências das autoridades policiais em relação à “exposição Cadafalso”, que apresenta telas produzidas por Alessandra Cunha (Uberlândia- MG), no Museu de Arte Contemporânea (Marco), consideradas pelos parlamentares de caráter sexual desrespeitoso, ofensivo e impróprio, além de ferir a moral e os bons costumes. 

    © Divulgação
    “Os valores estão cada vez mais invertidos. Depois da repercussão negativa da exposição do Banco Santander, infelizmente, o Museu de Arte Contemporânea (Marco) está com uma exposição que ataca os valores das famílias e incentiva a prática de pedofilia. Por isso, juntamente com o deputado Paulo Siufi e Deputado Herculano Borges, fui até a Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente registrar boletim de ocorrência a fim de que a polícia possa adotar providências e que essa exposição seja cancelada imediatamente”, disse Coronel David. O tema foi discutido na Assembleia Legislativa inicialmente pelo deputado Lídio Lopes (PEN), onde questionou a exposição do Santander Cultural, em Porto Alegre - RS, que acabou cancelada sob a acusação de fazer promoção de pedofilia, zoofilia e blasfêmia. 

    Os parlamentares foram recebidos pelo delegado Paulo Sergio Lauretto, que afirmou que a situação será analisada e serão tomadas as devidas providências.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS