Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 5 de setembro de 2017

    Com participação da Câmara Municipal, 2ª Feira do Trabalho realiza 10.445 atendimentos para a população

    © Divulgação
    Com 72 serviços oferecidos gratuitamente e oportunidades de emprego, que totalizaram 10.445 atendimentos para a população, ocorreu neste sábado (2) a 2ª edição da Feira do Trabalho de Mato Grosso do Sul. O evento é uma realização da Câmara Municipal de Campo Grande, em convênio com a Superintendência Regional do Trabalho, em parceria com Governo do Estado e Prefeitura Municipal, com apoio da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). Cerca de 5 mil pessoas passaram pela ação no dia.


    Segundo o vereador Prof. João Rocha, presidente da Câmara Municipal, a Feira mostra que, com união, é possível superar a crise que assola o país. "Este evento tem uma importância social. Aqui, além dos serviços prestados, devemos entender que por meio da união vamos conseguir atravessar os momentos difíceis que passamos. Não é a primeira vez que passamos por momentos assim e damos exemplos ao mundo que com harmonia e paz, podemos vencer os problemas que nos afetam. A crise se vence com criatividade, e é isso que demonstramos aqui com o espírito de cooperação", disse.

    Já o superintendente Regional do Trabalho em Mato Grosso do Sul, Vladimir Benedito Struck, o evento só foi possível graças a servidores que, segundo ele, "vestiram a camisa". "É uma satisfação fazer a Feira. Isso só foi possível graças ao empenho de todos. Quero agradecer servidores, em especial a Superintendência, que vestiram a camisa desde o começo. Pelo momento que país passa, a nós, como representantes de instituições, cabe fazer o trabalho, e ao político fazer a boa política. É isso que estamos demonstrando. E se queremos mudar esse país, será pela força do trabalho", sustentou.
    © Divulgação
    Para o Ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, a feira é modelo para todo o País. "O que acontece aqui será multiplicado para outras unidades da federação. Os serviços que aqui são oferecidos para a população possibilitam que ela possa conhecer, primeiro, o que uma estrutura pública disponibiliza. Aqui, são mais de 70 parceiros que possibilitaram a realização dessa feira. A sociedade brasileira tem o direito e o Estado tem o dever de prestar um serviço eficiente em todos os seus aspectos. A Feira do Trabalho amplia os serviços oferecidos pelo Ministério do Trabalho. É importante para que a própria sociedade tenha conhecimento desses serviços", afirmou.

    Para o prefeito Marquinhos Trad, a Feira é um exemplo de harmonia entre os poderes e a iniciativa privada. "Isso só foi possível porque a Câmara, a Prefeitura, o Governo do Estado e o Governo Federal, a UFMS, deram as mãos. Assim sendo, aprendemos as lições de que o coletivo prevalece sobre o individual, e somente assim vamos conquistar e reconstruir o tempo perdido", discursou.

    Segundo o reitor da UFMS, Marcelo Augusto Santos Turine, é a primeira vez que a instituição recebe um evento deste porte. "Nossa UFMS, nossos 20 mil alunos e 5 mil servidores, e toda equipe de colaboradores, parabenizam nossos parceiros. É inédito, em 55 anos da nossa UFMS, ter um evento desta natureza em um ambiente acadêmico, na indústria do conhecimento. E satisfação receber parceiros e sociedade, abrir as portas da UFMS para que consigamos fazer as entregas para nossa sociedade", afirmou.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS