Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    18/07/2017

    Em curso do IEL, profissionais aprendem a falar em público e conquistar plateia

    © Divulgação
    Oferecido pelo IEL a profissionais de Campo Grande que atuam em qualquer área, o curso “A Arte de Expressar-se Bem para Qualquer Público” abordou, na noite desta segunda-feira (17/07), o primeiro dos quatro dias de treinamento, os aspectos da comunicação verbal e como gestos e entonação da voz, quando usados corretamente, têm o poder de atrair a atenção de uma plateia. O curso segue até a próxima quinta-feira (20/07) e contará, ainda, com exercícios práticos para que o participante aprenda, também, a adquirir sintonia máxima com o público, eliminar vícios que mais incomodam e atrapalham ao falar diante de uma plateia, entre outras habilidades.
    © Divulgação
    O facilitador do curso, Guto Dobes, consultor de Marketing, Comunicação e Treinamentos, afirma que inabilidade de falar em público muitas vezes poder ser um fator impeditivo para alavancar a carreira, mas por meio de técnicas e treinamentos é possível reverter a dificuldade. “É o caso clássico do aluno da faculdade que pode não ter notas exemplares, mas se expressa bem, interage com colegas e professores. Em uma entrevista de emprego, nem sempre o mais competente é contrato, mas aquele que consegue expor melhor suas habilidades e competências”, exemplificou sobre a importância de falar bem.
    © Divulgação
    O consultor explicou que o curso é bastante interativo e dinâmico e os alunos passam a maior parte das aulas, basicamente, se comunicando. “Em todos os dias do curso, na primeira metade transmito a teoria, ao mesmo tempo em que estimulo os alunos a fazerem intervenções, exporem suas opiniões e experiências. A segunda metade é toda deles, eles falam em público, falam para a câmera, a ideia é colocar a comunicação em prática mesmo. Basicamente é o tempo todo falando, e aqui abordamos muito mais como você transmite do que o que você transmite. Estudos comprovam que o gestual, a sua entonação, a maneira como você interage com seu público chama muito mais atenção do que o discurso em si”, emendou.

    Participantes

    O curso de oratória atraiu um público plural, com diversos objetivos, que vão de ministrar palestras a dar entrevistas para a imprensa, até se expressar melhor para o cliente. Coordenador executivo da ONG Observatório Social do Brasil, Hélio Sayama se inscreveu no curso visando conseguir lidar melhor com perguntas de jornalistas e entrevistas.

    “Como fazemos um acompanhamento voluntário das contas públicas, com dados e um rico material, inevitavelmente somos procurados para dar entrevistas. Quando se domina muito bem o tema, é até mais fácil falar, mas se surge uma pergunta sobre algo que foge um pouco da nossa área, é preciso ter a capacidade de organizar bem os pensamentos e coloca-los em palavrar, sem deixar de ser claro e objetivo, e acredito que, dominando algumas técnicas, é possível fazer isso”, opinou Hélio Sayama.

    Com as técnicas abordadas no curso, Arino Abrão da Fonseca pretende evoluir com as palestras que apresenta em um Centro Espírita. “Muitas vezes sabemos o que falar, ensaiamos, temos tudo na ponta da língua e, na hora, esquecemos, mas isso não pode acontecer em público. Então precisamos aprender a lidar com esses momentos, retomar o raciocínio e, assim, ninguém vai perceber o esquecimento”, disse.

    Funcionária do departamento Financeiro de uma revenda de autopeças, Patrícia Escobilha está fazendo o curso para conseguir lidar melhor com os clientes. “Dá medo de falar e não se fazer entender para o cliente. Quem lida com o público tem que conseguir se comunicar da melhor maneira possível”, analisou.

    Coordenador da área de desenvolvimento empresarial do IEL, Hugo Bittar lembrou aos presentes que esta é a quarta turma somente do curso de oratória. “O IEL tem um portfólio completo de cursos da área empresarial. Para acompanhar o cronograma, basta acessar nosso site”, disse.

    Serviço 

    Mais informações sobre este e outros cursos da área Empresarial do IEL no site www.fiems.com.br/iel.

    Fonte: ASSECOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS