Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 26 de julho de 2017

    APARECIDA DO TABOADO| Proerd inicia atividades na Rede Municipal em agosto

    © Divulgação
    Manter as crianças longe das drogas, esse é o principal objetivo Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência (PROERD), que retornará as atividades na Rede Municipal no mês de agosto.

    Resultado da parceria entre a Prefeitura Municipal, Polícia Militar e o Conselho Comunitário de Cidadania e Segurança Pública de Aparecida do Taboado (Consepat), o programa tem como lema o resgate de valores e atuar de forma preventiva, ministrando aos alunos do 5º ano aulas sobre os malefícios e consequências da violência e do uso de entorpecentes. Em Aparecida do Taboado as aulas são ministradas pelo instrutor e policial militar Paulo Raniere.

    “O programa tem por objetivo reforçar a autoestima do aluno, por meio de lições de valorização à vida, por meio de uma abordagem lúdico-educativa sobre os conceitos de riscos e consequências, responsabilidade, bases de comunicação, bullying, rede de ajuda, dentre outros essenciais à formação dos estudantes”, destacou a secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Maria Margarida de Matos.

    Os alunos da Rede Municipal vão receber 10 aulas, nas quais as crianças aprenderão sobre o perigo das drogas, violência e questões diversas relacionadas.

    Sobre o PROERD

    O PROERD é desenvolvido nas escolas públicas e particulares, por policiais militares treinados e preparados para desenvolver o lúdico, através de metodologia especialmente voltada especialmente para crianças e adolescentes do 5º ano. O objetivo é transmitir uma mensagem de valorização à vida e da importância de manter-se longe das drogas e da violência. Após as dez semanas de curso, as crianças recebem o certificado PROERD, ocasião que prestam o compromisso de manterem-se afastadas e longe das drogas e da violência.

    O Programa é pedagogicamente estruturado em lições, ministradas obrigatoriamente por um policial militar fardado, que além da sua presença física em sala de aula como educador social, propicia um forte elo na comunidade escolar em que atua.

    Fonte: ASSECOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS