Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 10 de novembro de 2016

    Prefeitura conclui estudo e IPTU deve ter 8,78% de reajuste para 2017

    Aumento será definido este ano

    Divulgação

    A Prefeitura de Campo Grande se reúne entre esta quinta-feira (10) e sexta-feira (11) para repassar à equipe de transição de governos resultado do estudo sobre a correção monetária a ser aplicada sobre o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para quem está em débito.

    De acordo com o secretário de Planejamento, Finanças e Controle, Disney Fernandes, a elevação ficou em 8,78% com base no IPCA-E (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial). O percentual também vale como referência para o reajuste do IPTU 2017. O aumento será definido ainda este ano, ou seja, pela atual gestão.

    “Concluímos o estudo hoje e vamos passar para a equipe de transição”, disse referindo-se aos responsáveis por acompanhar a transição da administração do prefeito Alcides Bernal (PP) para o chefe do Executivo eleito, deputado estadual Marquinhos Trad (PSD).

    Ainda de acordo com o secretário, na próxima quarta-feira (16) será feita uma coletiva de imprensa para detalhar o estudo e qual impacto deve causar nos cofres públicos.

    No ano passado o assunto virou polêmica quando Bernal cogitou 'tarifaço' de 20%. Depois da repercussão ele recuou e cravou reajuste de 9,57% ao IPTU também embasado no IPCA-E.


    Fonte: Midiamax
    Por: Jéssica Benitez
    Link original: http://www.midiamax.com.br/politica/prefeitura-conclui-estudo-iptu-pode-sofrer-reajuste-878-2017-321836

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS