Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 16 de novembro de 2016

    COSTA RICA| Prefeito, diretoria da FHCR e vereadores participam de coletiva de imprensa e falam sobre a morte de criança

    Divulgação

    O prefeito Waldeli dos Santos Rosa acompanhado do presidente da FHCR – Fundação Hospitalar de Costa Rica – MS, Walter Moreira Lima, da diretora administrativa Maria Aparecida Oliveira da Silva, do médico Ricardo Cotrim, do presidente do Conselho Municipal de Saúde, Roney Rodrigues, e dos vereadores Averaldo Barbosa da Costa (presidente), Lucas Lázaro Gerolomo e Jovenaldo Francisco dos Santos (primeiro-secretário) participaram na tarde desta quarta-feira, 16 de novembro de 2016, de uma coletiva de imprensa.

    Na oportunidade, as autoridades municipais deram entrevista coletiva à imprensa, na sala de reuniões do gabinete do prefeito, para falar sobre o caso do menino Anthony que faleceu no último dia 07 de novembro na FHCR.

    Durante a coletiva o prefeito esclareceu quais foram as primeiras medidas tomadas quanto ao falecimento da criança. “Estamos enfrentando o problema sem fugir da responsabilidade, por isso, estamos tomando medidas administrativamente, tanto o Município quanto a FHCR”, esclareceu o prefeito que complementou “logo que o hospital tomou conhecimento do óbito foi registrado um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Costa Rica, e somente após a necropsia que deve sair no prazo de 20 a 30 dias será possível prosseguirmos com a investigação”.

    O Chefe do Executivo Municipal complementou ainda que “uma das medidas que também adotamos foi a rescisão do contrato com a médica pediatra. Essa decisão foi uma medida política, mas também não deixa de ser administrativa. Estaremos aguardando a necropsia para apurar se houve um erro operacional”, explicou o prefeito.

    “Também temos conhecimento do protesto que a família pretende fazer e entendemos ser democrático e nós enquanto Município vamos dar todo o apoio necessário à família”, declarou Waldeli que informou a imprensa presente uma estatística importante “o número de óbitos reduziu em 50% nesta gestão se comparado ao período de 2009/2012 e um dos grandes motivos é a implantação da Sala de Estabilização onde salvamos e salvamos muitas vidas e isso é o mínimo que posso fazer como gestor público, tentar amenizar a dor dessas famílias”.

    O prefeito lembrou que o novo lema do seu quarto mandato é “novos desafios novas conquistas”, “é com esse pensamento que quero superar a mim mesmo, e começo assumindo toda a responsabilidade indiretamente quanto ao caso da morte do menino Anthony e caso o pai da criança, a família quiser vir falar comigo vou recebê-los prontamente”.

    “Entre outras medidas que estaremos adotando, além da demissão da pediatra, é estar reunindo com todos os profissionais para tomarmos uma decisão única no sentido de sermos mais cautelosos nos atendimentos da FHCR, não podemos deixar manchar essa credibilidade que está em alta em nossa região”.

    O presidente do SIMCOR – Sindicato dos Servidores Municipais – José Edson Narciso Gonçalves, também esteve presente na coletiva e na oportunidade elogiou o trabalho que vem sendo realizado pela Administração Municipal. “O atendimento na recepção da FHCR melhorou 100%, bem como nas unidades de saúde, mas ainda precisa melhorar da porta para dentro, todo gestor carrega consigo o desafio de tentar melhorar diariamente o atendimento na saúde”, finalizou.



    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS