Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    08/02/2019

    Foco será no Congresso e setor empresarial, diz Reinaldo sobre Chaves

    Ex-senador foi nomeado secretário especial do Governo de MS para atuar em Brasília

    À esquerda, Pedro Chaves cumprimenta o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), durante evento de posse na Governadoria, nesta sexta-feira (dia 8). ©Leonardo Rocha
    Agora nomeado no cargo de secretário especial de Relações Institucionais e Assuntos Estratégicos, o ex-senador Pedro Chaves (PSL) manterá foco no Congresso, em Brasília, e no setor empresarial. A afirmação é do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), durante o evento de nomeação do ex-parlamentar, nesta sexta-feira (dia 8).

    A secretaria especial é inédita e foi repassada ao ex-senador pela “credibilidade", por ser ele “reconhecido pela honestidade e simplicidade na hora de conseguir negócios”, afirmou o chefe do Executivo estadual. “Tem bagagem política e técnica, uma pessoa de qualidade e preparada”.

    Entre as prioridades, o governador destacou a Rota Bioceânica, cujo projeto prevê diminuição no caminho até a Ásia em 8 mil km, e também a concessão da BR-163, que será discutida dia 21 de fevereiro em reunião com o ministro dos Transportes e direção do TCU (Tribunal de Contas da União).

    Reinaldo acrescentou à lista a viabilização de portos, entre elas, o de Porto Murtinho, e as PPPs (Parceria Público-Privada) no saneamento básico, da rodovia MS-306 e para infovias digitais, projeto que prevê levar fibra ótica e internet para os 79 municípios de MS.

    Interlocução 

    Pedro Chaves afirmou, durante a posse, que vai intermediar projetos de Mato Grosso do Sul parados no Congresso Nacional. Ao Campo Grande News, durante entrevista na quinta-feira (dia 8), o ex-senador afirmou que trabalharia na interlocução.

    O setor empresarial será o foco também, para atrair novas fábricas e empresas para o Estado, além de conversa com embaixadas de países com interesse no Brasil. O novo secretário especial usou como exemplo a China que comprar 50 contêiner de asa e pé de franco, por mês.

    "O governo estadual tem uma política de incentivos fiscais importante, que vai ajudar a trazer novas empresas. Já fiz um mapeamento dos municípios para saber qual o potencial de cada um, e levar esta informação para iniciativa privada. Intenção é defender e apresentar os benefícios de Mato Grosso do Sul até em nível internacional", disse o senador.

    Fonte: campograndenews
    Por: Mayara Bueno e Leonardo Rocha



    Imprimir