Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    28/01/2019

    Estudo aponta critérios para a remoção de veículos dos pátios do Detran-MS

    Previsão é de que a mudança tenha início no mês de fevereiro, mas ainda não tem data definida

    ©DIVULGAÇÃO
    Com o credenciamento das duas empresas privadas que irão oferecer o serviço de depósito e guarda de veículos automotores ao Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) por conta da superlotação dos pátios, o órgão agora passa a estudar a normativa para realizar a remoção dos veículos.

    De acordo com informações do diretor-presidente interino, coronel Francisco Libório, os técnicos da diretoria de Veículos agora vão se reunir para estabelecer os critérios necessários para atender ao serviço e a previsão é de que, no mês de fevereiro as transferências possam ter início na Capital.

    Atualmente, há 48.541 veículos apreendidos em pátios no Mato Grosso do Sul, sendo 19.327 apenas na Capital.

    A portaria “N” número 33, que estabelece normas para o credenciamento foi publicada na edição do dia 13 de agosto de 2018 do Diário Oficial do Estado. Na semana passada a publicação oficial trouxe o nome das empresas Autotran Transporte e Serviços Rodoviários Eireli e a AL Industrial Ltda.

    Conforme a portaria, podem ser credenciadas empresas para atuar no âmbito de agências regionais de Campo Grande, Dourados, Corumbá, Coxim, Ponta Porã, Três Lagoas, Paranaíba, Nova Andradina, Jardim, Naviraí e Aquidauana.

    As empresas credenciadas precisam atender aos moldes e parâmetros instituídos pelo CTB (Código de Trânsito Brasileiro), as normas estabelecidas pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito) e Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) de forma a atender exclusivamente ao Detran-MS. O período de credenciamento terá a duração de 24 meses podendo ser renovado por igual período conforme as exigências da lei.

    Por: Vivianne Nunes



    Imprimir