Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    21/01/2019

    Como saber se o mecânico está te enganando

    ©REPRODUÇÃO
    Quem não entende de carros, está sempre sujeito a gastar mais do que deveria na oficina ou até mesmo no posto. As pessoas costumam andar todos os dias em um carro e não saber nem como funciona um motor. E tudo bem, a verdade é que somos uma maioria que temos uma vida atribulada e não queremos mais uma dor de cabeça. A idéia de fazer esse texto é justamente dar algumas dicas para evitar que você caia numa roubada e possa deixar seu tempo e seu dinheiro para serem gastos com outras coisas que não o carro. 

    1 - Detalhar o defeito: Peça ao mecânico que ele explique e detalhe no orçamento o defeito que ele encontrou. Dessa maneira você mesmo vai poder pesquisar mais e ver se encontra algum sintoma do problema que ele encontrou e cruzar com as observações de outras pessoas. 

    2 - Nomes complicados: Não se assuste com nomes de peças e engrenagens difíceis. Anote tudo e compare informações. Procure uma segunda ou terceira opinião. É importante e você pode se surpreender. 

    3 - Nota fiscal: Pergunte sempre os nomes das peças e sempre exija as notas fiscais de todas. Se você não souber pergunte pra algum amigo que saiba. Sempre tem alguém, ainda mais agora com as redes sociais. Dito isso, se você puder, avise que você vai acompanhar o serviço. Mesmo que eles digam, “o serviço vai demorar”. Procure saber se é realmente demorado nas redes sociais. Se assegure que não estão te enrolando e que o serviço que você contratou é honesto. Afinal o seguro morreu de velho. 

    4 - Oficinas 24 horas: Fuja sempre de essas oficinas. Se o seu carro morreu no meio da noite, chame um guincho. Os seguros geralmente oferecem esse serviço. Leve o carro até sua casa e depois busque um mecânico de confiança. Na hora do desespero a gente não pensa bem, mas é para esses momentos que a gente agradece por ter feito o seguro. Se você ainda não tiver, pode comparar seguros aqui

    5 - Avise ao mecânico que você quer as peças velhas de volta para fazer um diário do carro. Além de isso faz parecer que você sabe do que está falando. É bom inclusive para começar a criar o hábito porque pode valorizar o seu carro na hora de revender e impede que o mecânico use uma peça usada e você esteja pagando por uma nova. 

    6 - E essa é provavelmente a dica mais assertiva: Na hora que você levar o carro ao mecânico pergunte a ele algo que você já saiba. Se o pneu foi trocado recentemente pergunte o que ele acha ou se os níveis de água e óleo estão bem. Pergunte se ele acha que precisa fazer troca. A depender da resposta dele já vai dar pra ter uma boa noção da índole dele e qual a conduta no trabalho e você vai poder decidir se faz o serviço ali ou não. 



    Imprimir