Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    11/12/2018

    DECO deflagra Operação Nero para desarticular esquema criminoso envolvendo seguro de maquinários agrícolas

    ©DIVULGAÇÃO 
    A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, através da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado - DECO, desencadeou, na data de hoje, a denominada OPERAÇÃO NERO voltada a desarticular esquema criminoso especializado em fraudes contra seguro envolvendo maquinários agrícolas. 

    Desta forma, após a devida apuração em inquérito policial e representação da Autoridade Policial por medidas cautelares de urgência, equipe policial da DECO deslocou-se até o Estado do Rio Grande do Sul, quando desde a manhã de hoje, contando com o apoio de equipe de policiais civis da Delegacia Regional de Santo Ângelo (RS), deu cumprimento a três mandados de prisão preventiva em desfavor do grupo criminoso, bem como, procedeu ao cumprimento de mandados de busca e apreensão diversos, todos expedidos pelo Poder Judiciário da comarca de Sonora (MS). 
    ©DIVULGAÇÃO
    A quadrilha foi desarticulada após a equipe da DECO tomar conhecimento de um sinistro ocorrido em uma colheitadeira numa fazenda localizada na cidade de Sonora, no mês de março de 2018, e que vinha pleiteando o ressarcimento via apólice de seguro, sendo que, após levantamentos preliminares, verificou-se que a mesma tinha sua propriedade dissimulada, bem como, adulterações em todo o maquinário, que fora inclusive trocado por outro maquinário para que pudesse ser incinerado sem maiores prejuízo.

    Apurou-se também que os envolvidos valiam-se de referida fraude por todo o país, adotando sempre o mesmo modus operandi e contando com diversos registros de boletins de ocorrências espalhados por diversas unidades policiais da federação, consignando sempre que o registro noticiado tinha por fim ressarcimento de seguro, agindo há mais cinco anos pelo país.

    Os prejuízos levantados pela PCMS, ultrapassam o montante de alguns milhões de reais, sendo todo o contexto delituoso materializado através de investigações especializadas e de campo por parte de equipe desta DECO, que procedi agora a condução dos presos preventivos do Estado do Rio Grande do Sul para MS, para o devido interrogatório e apresentação ao Poder Judiciário, para as demais praxes e devida ação penal.
    ©DIVULGAÇÃO

    ASSECOM


    Imprimir