Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    09/11/2018

    Palco de tentativas de suicídio, viaduto recebe proteção metálica

    Pontilhão chegou a ser lugar para treinar técnicas de abordagem e resgate do Corpo de Bombeiros 

    Grade de proteção colocada em cima de guarda corpo de concreto em viaduto (Foto: Paulo Francis)
    Quem passa pelo viaduto da Afonso Pena sobre a Rua Ceará - palco frequente de tentativas de suicídio - percebe que recentemente foram colocadas barras de ferro junto ao guarda corpo de concreto já existente no local.

    A estrutura, segundo a prefeitura, “é um guard-rail para garantir segurança aos ciclistas e pedestres que passam pelo local”. No entanto, em razão das constantes tentativas de suicídio do local, as barras também servem para dificultar quem tenta tirar a própria vida no local.

    Por enquanto, as barras foram colocadas no lado do viaduto no sentido Shopping Campo Grande. Somadas com o guarda corpo de concreto a barreira totaliza pelo menos 1.80 metro.

    Uma das mais recentes tentativas de suicídio no local foi registrada no dia 1º deste mês. Uma mulher de 29 anos – que não teve nome divulgado – tentou se jogar do viaduto. Ela foi impedida por policiais militares e bombeiros, que em conversa conseguiram fazê-la mudar de ideia.

    A cena chegou a tumultuar o trânsito, já que o caso mobilizou pelo menos três viaturas. Além disso, os bombeiros chegaram a se posicionar com estrutura embaixo do viaduto caso a conversa fracassasse.

    Além disso, em setembro – mês de prevenção ao suicídio - bombeiros de quatro quartéis de Campo Grande foram para o pontilhão treinar técnicas de abordagem e resgate.

    De 1º de janeiro a setembro, foram 88 salvamentos e duas pessoas morreram desta maneira.
    Somada com guarda corpo, estrutura tem pelo menos 1.80 metros (Foto: Paulo Francis)
    Fonte: campograndenews
    Por: Guilherme Henri


    Imprimir