Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    22/11/2018

    Caravana da Saúde volta em 2019 com ação em aldeias, diz Reinaldo

    Governo do Estado vai levantar outras regiões com demanda para levar o serviço ano que vem

    Governador do Estado, Reinaldo Azambuja, durante entrevista na Famasul. (Foto: Marina Pacheco).
    O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), afirmou nesta quinta-feira (dia 22) que a Caravana da Saúde será retomada em 2019. A princípio, o projeto vai voltar nas aldeias indígenas de Dourados, 225 km de Campo Grande.

    O chefe do Executivo estadual lembrou que a Caravana, que leva serviços de saúde, especialmente cirurgias eletivas, teve de parar em virtude das eleições de 2018.

    No próximo ano, além das aldeias, o Governo do Estado vai identificar as principais regiões com demanda reprimida, especialmente de cirurgias eletivas. Sobre a próxima fase, nas aldeias, o governador não detalhou sobre serviços e expectativa de atendimento.

    Caravana da Saúde Indígena

    O projeto já levou serviços na Aldeia Amambai, em Amambai, a 360 km de Campo Grande, em junho deste ano. A previsão era de 2,5 mil consultas e exames para moradores de 20 aldeias de 10 municípios da região.

    As duas primeiras edições da Caravana da Saúde Indígena aconteceram nas regiões de Miranda e Aquidauana, atendendo, em maioria, populações terena. Em Amambai, na região Sul-Fronteira, a expectativa é de contemplar principalmente as etnias guarani e kaiowá.

    Fonte: campograndenews
    Por: Mayara Bueno e Anahi Zurutuza



    Imprimir