Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    02/10/2018

    Sem provas, PGR pede arquivamento de inquérito contra Zeca do PT

    Investigação tinha como base as delações dos ex-executivos da Odebrecht que apontavam pagamento de propina

    Ex-governador Zeca do PT era alvo da PGR por suspeita de pagamento de propina ©Arquivo
    A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, encaminhou ao STF (Supremo Tribunal Federal) o pedido de arquivamento do inquérito que investiga o deputado federal e candidato ao Senado Zeca do PT por falta de provas. A informação é da revista Veja.

    A investigação tinha como base as delações dos ex-executivos da Odebrecht. Além de Zeca do PT, que governou Mato Grosso do Sul de 1999 a 2006, também era alvo da investigação o ex-governador de Mato Grosso Blairo Maggi. Os dois são acusados de terem recebido propina da empreiteira em 2006.

    O ex-governador Zeca aparecia na lista da Odebrecht com o codinome “pescador” e pagamento de R$ 400 mil.

    O crédito da Odebrecht com Mato Grosso do Sul era decorrente de serviços prestados pela CBPO (Companhia Brasileira de Projetos e Obras) na execução da MS-030. O contrato com o Dersul (Departamento de Estradas e Rodagem de Mato Grosso do Sul) era de 1986. Posteriormente, a CBPO passou a integrar o Grupo Odebrecht.

    Fonte: campograndenews
    Por: Gabriel Neris



    Imprimir