Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    31/10/2018

    Jucems passa a ter processos 100% digitais a partir desta quinta-feira (01)

    Adoção de tecnologias visa a acelerar processos e integra planejamento iniciado em 2015

    ©DR
    A Jucems (Junta Comercial de Mato Grosso do Sul) adota, a partir desta quinta-feira (1º), processos 100% digitais, sendo realizados apenas em ambiente virtual. A intenção é facilitar o acesso aos dados por contadores e empresários não apenas do Estado, mas do Brasil e no exterior. Será uma nova etapa de um conjunto de ações para inovação e modernização iniciados em 2015 e promovido em contato com outras juntas comerciais e usuários dos serviços.

    Diretor-presidente da Jucems, Augusto César de Castro disse que o órgão trabalha “efetivamente” há quatro anos para chegar a este momento. A intenção é permitir que o empresário ganhe tempo e acesso fácil aos serviços da junta.

    O titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico), Jaime Verruck, que também preside o conselho administrativo da Jucems, afirma que a digitalização conta com uma base tecnológica completa, mas que leva à eficiência, clareza e facilidade na obtenção de serviços. “Proporciona ainda uma integração efetiva com os órgãos municipais, estaduais e federais que emitem inscrições, alvarás e licenciamentos”.

    A Jucems Digital foi lançada em fevereiro deste ano e, ao longo de oito meses, caminhou com processos físicos para adaptação de servidores e usuários. O CRC-MS (Conselho Regional de Contabilidade) e o Sebrae-MS, entre outros órgãos, participaram de parcerias para capacitar contadores a atuarem.

    Agilidade 

    No ambiente online, serviços como constituições, alterações, extinções e arquivamento de outros documentos de interesse do empresário, bem como emissões de certidões, poderão ser feitos a qualquer hora do dia. Atos levado a registro poderão usar certificados digitais do tipo e-CPF A3 e serem transmitidos à junta.

    “Totalmente digital e seguro. Isso garante segurança jurídica e tranquilidade aos empresários, que vão encontrar no site da Jucems tutoriais para auxiliar na hora de utilizar o sistema. A expectativa é de que o pedido possa ser inserido no sistema digital e em até 48 horas a Junta fará a análise e dará um posicionamento à demanda”, explicou o diretor-presidente.

    Iara Marchioretto, presidente do CRC, diz que o processo digital dará celeridade aos processos. “Isso beneficia toda a sociedade, em termos de rapidez para os empresários, contadores, além de reduzir custos com logística por envios de documentos entre municípios e aumentar a segurança das informações, através do uso do certificado digital”. “Simplificação para abertura de empresas que vai chegar a todos os municípios, assim como é feito na Redesimples. Facilita o processo e dinamiza a economia”, destacou Cláudio Mendonça, superintendente do Sebrae-MS.

    Fonte: campograndenews
    Por: Humberto Marques



    Imprimir