Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    30/09/2018

    Buzinaço e até cavalos marcam carreata pró-Bolsonaro em Campo Grande

    Trânsito ficou com fluxo intenso de carros desde a Rua Padre João Cripa até os Altos da Afonso Pena

    ©Cléber Rabelo
    A carreata que reúne milhares de carros na Avenida Afonso Pena, sentido Parque dos Poderes, na tarde deste domingo (30), está sendo marcada por queima de fogos, buzinaço e até eleitores que foram ao movimento a cavalo declarar apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

    Manifestação estava marcada para começar às 15h e, por volta das 16h, trânsito na principal avenida da Capital já estava tomada de veículos que ocupava via desde o cruzamento da Rua Padre João Cripa até os Altos da Avenida Afonso Pena. Os motoristas que não participariam do ato tiveram de ter paciência com a lentidão.
    ©Cléber Rabelo
    Muitas pessoas desistiram de esperar dentro dos automóveis e foram andando até o ponto principal do movimento. Portando roupas nas cores verde e amarelo, os manifestantes realizam gritos de ordem em favor a Bolsonaro.

    Em poucos muitos, muitas ‘lives’ começaram a circular nas redes sociais e internautas que não compareceram na carreata manifestaram apoio ao movimento.

    Manifestantes

    Apoiando o candidato Bolsonaro, Fernanda Frigheto, empresária, disse que confeccionou camisetas para participar do movimento.

    “Sou mulher que voto no Bolsonaro, acho que o Brasil está em um momento crítico, que está cansado de corrupção, queremos ficha limpa, por isso confeccionei camisetas, pagamos do nosso próprio bolso para afirmar que nosso candidato é o Bolsonaro”, afirmou Fernanda, que também disse que, na família, há uma irmã lésbica e que ainda sim, a família apoia o candidato do PSL.

    Também integrando o movimento, Jean Barulo disse que a presidência precisa de renovação. “Temos que acabar com essa corrente de 16 anos do PT no poder, e com essas impunidades que existem”, pontou o administrador.

    Nos Altos da Afonso Pena, Ludmila Ojeda, afirmou que acredita no presidenciável e declarou apoio a Bolsonaro. “Direitos adquiridos não caem por terra, o Bolsonaro não veio para acabar com direitos, Voto nele por que sou patriota, acredito também na defesa da família e a mulher ainda de tudo”.

    Fonte: Midiamax
    Por: Mariane Chianezi e Cleber Rabelo


    Imprimir