Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    12/09/2018

    Alunos ajudam professor com salários atrasados

    ©DR
    Já imaginou ficar dois meses sem receber? Como ficariam suas contas? Foi isso que o professor de Artes do Ceará, Bruno Rafael Paiva, passou recentemente. 

    Bruno foi escolhido como professor substituto para cobrir a licença médica de uma colega na Escola Estadual de Ensino Profissional Balbina Viana Arrais, em Brejo Santo, município da região Sul do Ceará. Contudo, passou os meses de Abril e Maio sem receber seu salário devido à burocracia do governo

    Solidariedade dos alunos 

    Sem receber pelo trabalho na escola, Bruno precisou ficar alojado nas próprias dependências do lugar por não ter condições de se manter sozinho, já que a família e amigos vivem em Crato, município a 80 km de Brejo Santo. 

    Sabendo da situação de Bruno, 23 alunos da turma de edificações da escola se reuniram para fazer uma rifa e juntar dinheiro para ajudar o professor, formado em Música e Artes. Eles conseguiram reunir a soma de R$ 400 e fizeram uma surpresa para Bruno, gravada em vídeo por um dos alunos e publicada pelo professor em suas redes sociais. 

    O vídeo viralizou e rapidamente se tornou notícia em todo país: vemos Bruno passando de mesa em mesa, lendo uma mensagem escrita pelos alunos para, no final, encontrar uma caixinha com o dinheiro dentro. O vídeo acaba com o professor, que ficou complementa sem reação, sendo abraçado pelos alunos em um gesto final de carinho e solidariedade. 

    Na mensagem, os alunos diziam: "Às vezes agimos por impulso. Porém não sabemos fazer apenas bagunças: somos e fazemos mais que isso. Resolvemos nos unir. Ser solidário é sempre bom. Uma sala numerosa às vezes machuca, mas às vezes emociona. Preparamos isso para você. Para você que sabe ser amigo. Para você que sabe ser divertido. Para você que é tão carismático - às vezes chato, com tantas reclamações. Mas sabemos que é sempre para nosso bem, para no futuro sermos melhores. Por isso, gostamos tanto de você, e esse é o nosso presente. Esperamos que você goste, pois foi de coração. Obrigado por tudo". 

    Problemas no atraso de salários 

    Com a viralização do vídeo e repercussão da história, o diretor da Escola Estadual Balbina Viana Arrais teve que explicar o que houve. Cícero Pereira afirmou que o professor já constava na folha de pagamento da escola mas que trâmites burocráticos com o processo de licença da professora anterior causaram um atraso no pagamento do salário de Bruno. 

    O diretor ainda afirmou que este é um problema pontual. Contudo, a realidade parece ser outra. Atrasos no salário de professores substitutos não são nenhuma novidade, nem são exclusividade do governo do estado do Ceará. Somente em São Paulo, em Maio de 2018, cerca de 25 mil professores temporários da rede estadual estavam com salários atrasados referentes a trabalhos prestados entre os anos de 2014 e 2017. 

    E o atraso no recebimento dos salários leva a problemas maiores. Em Julho de 2018, o número de brasileiros endividados chegou a 63,6 milhões de reais, segundo dados do SPC Brasil em conjunto com a CNDL. Esses dados levam em conta o número de pessoas com CPF restrito devido ao não pagamento de algum compromisso financeiro

    Além da instabilidade causada pela última recessão econômica no país, as causas para o alto endividamento são a falta de planejamento do cidadão e a falta de conhecimentos sobre educação financeira. Também segundo o SPC, 58% dos brasileiros não se dedicam ao planejamento das próprias finanças, enquanto 65% não possui reserva de emergência para lidar com eventuais problemas, como atrasos nos pagamentos das suas remunerações. 

    https://www.leolytics.com/tasks/12706/edit



    Imprimir