Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    08/08/2018

    Motorista fica em gravemente ferido após colisão entre caminhão e carreta

    A colisão aconteceu durante uma tentativa de ultrapassagem. Outras duas pessoas ficaram feridas

    Carreta ficou tombada na rodovia - Foto: Silas Lima
    O motorista de um caminhão, ainda não identificado, ficou gravemente ferido após acidente na MS-040 - a cerca de 15 quilômetros de Campo Grande - na tarde desta quarta-feira (8). A colisão aconteceu durante uma tentativa de ultrapassagem e deixou outras duas pessoas feridas.

    Ao Corpo de Bombeiros os envolvidos no acidente contaram que um caminhão - que pertence a uma empresa de fiscalização da rodovia - seguia no sentido Campo Grande/Ribas do Rio Pardo, quando o motorista reduziu a velocidade para fazer o retorno na via.

    No mesmo momento em que o motorista fez a conversão na contramão para fazer a manobra, uma carreta em alta velocidade, que vinha no mesmo sentido, tentou ultrapassar o veículo. Sem ter como evitar a colisão, o condutor da carreta atingiu a lateral do caminhão e tombou na pista.

    Com a força do impacto a carreta foi arrastada por cerca de 40 metros do ponto em que a colisão aconteceu. O motorista sofreu ferimentos e foi socorrido ainda no local pelo Corpo de Bombeiros.

    Três funcionários da empresa estavam no caminhão no momento do acidente. Um deles aparentemente não sofreu ferimentos, o outro teve lesões pelo corpo e também recebeu atendimento na rodovia. Já o motorista teve TCE (Traumatismo cranioencefálico), fraturas pelo corpo e foi levado ao hospital inconsciente.

    Paulo Henrique Batista dos Santos, de 19 anos, revelou que ele e os amigos trabalham em obras de sinalização e manutenção da MS-040 - que passa por recapeamento - e no momento do acidente tentaram fazer o retorno na pista. “Foi tudo muito rápido, eu não consigo explicar direito o que aconteceu”.

    Com o acidente as duas pistas da rodovia ficaram interditadas. Equipes da Polícia Militar, Polícia Civil e Perícia devem ir ao local.

    Fonte: campograndenews
    Por: Geisy Garnes e Liniker Ribeiro


    Imprimir