Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    28/08/2018

    Justiça nega liberdade a lutador preso por envolvimento na morte do filho de 1 ano em MS

    Pai responde por maus tratos ao bebê. Madrasta confessou ter dado um "pisão" no menino.

    "Joel Tigre" em luta de MMA ©Facebook / Reprodução 
    A Justiça de Mato Grosso do Sul negou pedido de liberdade aolutador de MMA Rodrigo Ávalo Santos, preso desde o último 16 de agosto por envolvimento na morte do filho de 1 ano e 6 meses, em Dourados, a 214 quilômetros de Campo Grande.


    A esposa de Rodrigo, Jéssica Ribeiro Leite, que confessou ter matado o enteado com um "pisão", também continua presa. Ela está em uma cela da 1ª Delegacia de Polícia Civil e o marido, no Presídio Estadual de Dourados.
    A madrasta do bebê foi presa em flagrante em Dourados, MS ©TV Morena/Reprodução
    O caso

    O bebê morreu na casa do pai e da madrasta no início da manhã. O casal chamou o Samu com a alegação de que o pequeno havia se engasgado.

    Quando os socorristas chegaram à residência, o bebê estava morto. Eles estranharam marcas no corpo e chamaram a polícia.

    O pai, a madrasta e a mãe do menino prestaram depoimento. Os dois primeiros que estavam com o bebê tiveram a prisão preventiva decretada no mesmo dia.
    Pai do bebê foi preso em flagrante pela morte da criança em Dourados, MS ©TV Morena
    O laudo da perícia apontou lesões e hematomas no pescoço, cabeça e também nas costas da criança. A mais grave, uma pancada, teria quebrado costelas e com isso, houve dilaceração no fígado. No Conselho Tutelar não havia denúncia de maus-tratos ao menino.

    Diante das evidências do crime, Jéssica confessou a morte. Disse que deu um “pisão sem querer” no enteado. Foi verificado que ela esperou cerca de uma hora para acionar o Samu depois de ter lesionado o bebê.

    Fonte: G1/MS
    Por: TV Morena , Dourados


    Imprimir