Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    04/08/2018

    ELEIÇÕES 2018| PODEMOS fecha aliança com PDT, mas descarta candidatura de Chico Maia

    Empresário, que já havia aberto mão de concorrer ao Senado, também teve nome retirado da possibilidade de ser vice de Odilon de Oliveira

    Partido PODEMOS anuncia apoio ao juiz Odilon de Oliveira, do PDT, em Campo Grande (Foto: Laura Toledo/TV Morena)
    Em convenção realizada na noite de sexta-feira (3), o Podemos confirmou a aliança com o PDT e a desistência do empresário Chico Maia em disputar as eleições deste ano. O encontro foi realizado na Câmara Municipal de Campo Grande e homologou, além de cinco candidaturas a deputado federal e 48 a estadual, que o partido indicará o primeiro suplente do senador e candidato à reeleição Pedro Chaves (PRB).

    “Confirmamos na convenção a aliança com o PDT e vamos defender a candidatura do juiz Odilon de Oliveira. E iremos indicar o Humberto Figueiró para a primeira suplência da candidatura do senador Pedro Chaves à reeleição”, afirmou Cláudio Sertão, presidente regional do Podemos.

    Ele confirmou que Maia, que teve a candidatura ao Senado lançada ainda em 2017, está fora deste projeto e também da possibilidade de ser indicado para a vice de Odilon. A indicação do Podemos para a vice foi ventilada nos últimos dias, abrindo uma crise nas hostes pedetistas.

    Em 21 de julho, o PDT aprovou em convenção a candidatura de Odilon a governo, tendo como vice o empresário Herbert Assunção, também do partido. Porém, na tarde de quinta-feira (2), Odilon participou de anúncio de que a vaga seria ocupada pela radialista Keliana Fernandes (Pros). Menos de três horas depois, em nota oficial, o próprio PDT afirmou que a indicação ainda seria discutida em encontro da Executiva regional neste sábado (4).

    Tal fato levou o Pros a, na sexta-feira (3), sob pressão da cúpula nacional para definir a situação local, confirmar aliança com o PSDB e indicar Keliana candidata à Câmara Federal. Com isso, Maia seguiria como opção para a vice. “Mas na convenção descartamos esse projeto. O Maia participará de nossa campanha, mas não será candidato”, destacou.

    O PDT se reúne nesta manhã tendo como alternativa para a vice a manutenção de Assunção ou a indicação de outro nome da região de Dourados, que ainda não foi oficializado.

    Fonte: campograndenews
    Por: Humberto Marques


    Imprimir