Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    11/07/2018

    Sem estabilidade, governo chega ao 58º ministro em dois anos e meio

    Caio Vieira de Mello assumiu o Ministério do Trabalho nesta terça-feira (10)

    ©Marcos Corrêa/PR
    O desembargador aposentado Caio Vieira de Mello tomou posse como ministro do Trabalho nesta terça-feira (10), substituindo o deputado federal Ronaldo Nogueira (PTB-RS). Com a troca, a gestão de Michel Temer chega ao 58º ministro em dois anos e meio de mandato.

    De acordo com informações do UOL, esta é também a 32ª troca de ministros desde maio de 2016, incluindo aqueles que aturaram interinamente. Na prática, é como se o governo tivesse um novo ministro a cada duas semanas.

    Quando assumiu, Temer nomeou 23 ministros; a ex-presidente Dilma Rousseff mantinha gabinete de 32 ministérios. Somente cinco nomes permanecem no mesmo cargo desde que Temer assumiu: Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Eliseu Padilha (Casa Civil), Ilan Goldfajn (Banco Central), Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) e Sérgio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional).

    NAOM


    Imprimir