Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    03/07/2018

    Dharleng Campos: “temos a obrigação de encontrar uma solução para o caos na saúde”



    ©Divulgação
    A vereadora Dharleng Campos, do Progressista, tem reafirmado sua posição em relação a precariedade na saúde pública de Campo Grande. Com projeto considerado inovador e de enorme utilidade para a cidade, que são as unidades móveis em saúde, Dharleng usou a tribuna nesta terça-feira (3) para denunciar mais uma vez a gravidade da situação, que de acordo com ela, “pessoas estão morrendo nas recepções dos postos de saúde”.

    O assunto gerou um acalorado debate durante a sessão na Câmara, o que levou o líder do prefeito a questionar como era a situação do prefeito anterior, Alcides Bernal, mesmo partido da vereadora Dharleng Campos. Para a parlamentar, “mesmo reconhecendo que a gestão anterior, de Alcides Bernal, fez muito pela cidade, principalmente pela saúde, é importante ressaltar que é preciso pensar mais no momento que estamos vivendo e no que a população está passando, como humilhação, descaso, desrespeito, entre outras barbaridades. Ficar comparando gestões a essa altura, é como viver o ontem sem pensar e planejar o hoje e o amanhã”, ressalta Dharleng Campos.

    Para completar, Dharleng Campos deixa uma mensagem que pode refrescar a memória de quem ainda vive pensando em passado e não se dá conta que as pessoas podem morrer hoje: “um legislador precisa olhar uma gestão com visão técnica, com conhecimento amplo de gestão e não apenas com olhar político. Destacar o projeto importante que foi o terceiro turno nas unidades de saúde, isso ninguém aborda, não é mesmo? Chega de apontar o dedo. Vamos pensar juntos uma maneira de fazer a nossa gente parar de sofrer. Convoco a todos para essa demanda. É nossa obrigação enquanto vereadores, pois fomos eleitos para isso e não ficar com esse diz que me diz nas sessões na Câmara”, finaliza Dharleng Campos.

    ASSECOM


    Imprimir