Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    12/07/2018

    Deputado Prof. Rinaldo enaltece segurança pública de Mato Grosso do Sul

    ©Divulgação
    O deputado Professor Rinaldo (PSDB), líder do Governo na Assembleia, usou a tribuna durante sessão legislativa desta quinta-feira (12), para falar sobre o trabalho dos policiais sul-mato-grossenses, repercutindo matéria veiculada no último dia 09 de julho pelo jornal Folha de São Paulo, que divulgou que o Mato Grosso do Sul tem o melhor índice de elucidação de homicídios do país, o parlamentar enalteceu as atividades dos agentes de segurança pública do Estado.

    “A queda da taxa de homicídios ocorreu pelo trabalho de inteligência e ações preventivas. Estou feliz de ter uma polícia tão competente, que tem sido exemplo para todo o Brasil. Independente das dificuldades pelas quais passa o nosso país e por MS ser um corredor do tráfico de drogas, devido às fronteiras com Paraguai e Bolívia, nós conseguimos ver esse avanço na segurança pública de nosso Estado”, enfatizou o deputado, que destacou a queda de 16% dos homicídios no Estado, entre 2006 e 2016, conforme apontou a reportagem do jornal.

    Segundo Rinaldo, programas como o Florestinha e o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) colaboram para a prevenção de crimes, pois fazem trabalho educativo junto a crianças e jovens. “Não podemos nos esquecer de um pensamento de Pitágoras que devemos ensinar a criança para que não venha ser punida na fase adulta. Não tem como não acreditar que somente pela educação nós vamos ter uma sociedade mais tranquila, tolerante e pacífica. Tenho que enaltecer o trabalho da polícia, pois tem essas iniciativas que levam os conceitos de cidadania, respeito e patriotismo para as crianças. Acredito que raros jovens do Proerd se enveredaram para o crime, pois os projetos atuam na formação do caráter. O foco da polícia é ostensivo, mas eles têm esse trabalho preventivo. Quero parabenizar a todas as forças policiais e funcionários que trabalham por nossa segurança”, finalizou.

    Conforme o cientista político Guaracy Mingardi, em entrevista à Folha de São Paulo, “a troca de informações entre as polícias pode ajudar a resolução de casos, mas normalmente essas polícias se odeiam. Os métodos usados em Mato Grosso do Sul (de integração entre as polícias) não são inéditos no país, mas o segredo de MS está na boa execução”, afirmou.

    Dados do Anuário Brasileiro da Segurança Pública de 2016 apontam que Mato Grosso do Sul é o 6º Estado que mais investe em segurança, a reportagem trouxe ainda dados que colocam Mato Grosso do Sul como o 5º Estado com a menor taxa de assassinatos e o 3º Estado mais seguro para jovens no país.

    Fonte: ASSECOM
    Por: Ely Silveira


    Imprimir