Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    27/06/2018

    Governo de MS revoga situação de emergência decretada durante a greve dos caminhoneiros

    Quando a emergência foi decretada no estado, o movimento estava no auge e causava desabastecimento de combustíveis, de gás, de hortifrutis e afetava ainda o transporte público e a indústria.

    ©Divulgação/Arquivo
    O governo de Mato Grosso do Sul revogou nesta quarta-feira (27) o decreto de situação de emergência que havia sido baixado no dia 29 de maio em razão da greve dos caminhoneiros. No documento publicado no Diário Oficial do estado e assinado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) é destacado que a medida foi encerrada por conta do fim da paralisação e dos bloqueios que haviam sido instalados em rodovias e ainda pela retomada do abastecimento de combustíveis e de bens de primeira necessidade.

    Quando a emergência foi decretada no estado, o movimento dos caminhoneiros estava no auge, sendo registrados 33 pontos de manifestação em estradas estaduais, 24 em federais e ainda 6 pontos de bloqueio em rodovias da União. Além dos transtornos nas estradas, a paralisação já causava desabastecimento de combustíveis, de gás de cozinha, de hortifrutigranjeiros e afetava ainda o transporte público e a maior parte do parque industrial sul-mato-grossense, que por falta de matéria-prima havia suspendido as suas atividades.

    Com a emergência decretado, o governo alegou na época que a intenção era evitar a interrupção dos serviços essenciais à população, além de comprometer a segurança pública, a paz social e o bem-estar das pessoas.

    Por G1 MS


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS