Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    26/06/2018

    Em clima de Copa, Câmara encerra os trabalhos na terça à tarde

    Sessão deliberativa marcada para as 14h foi cancelada e, às 16h, não havia nenhum parlamentar no plenário, apesar de 351 estarem com presença marcada

    ©Laycer Tomaz/Câmara dos Deputados
    Às vésperas do último jogo do Brasil na fase de grupos da Copa, a Câmara dos Deputados decidiu encerrar a semana parlamentar na terça-feira (26) à tarde -quando ela normalmente está apenas começando. 

    A sessão deliberativa marcada para as 14h foi cancelada e, às 16h, não havia nenhum parlamentar no plenário, apesar de 351 estarem com presença marcada na Casa.

    Sobravam apenas alguns deputados e servidores no café do plenário, onde um telão exibia o jogo da seleção Argentina contra a Nigéria.

    O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), convocou apenas sessão não deliberativa para a quinta-feira (28). No dia em que o Brasil enfrenta a Sérvia às 15h, na quarta (27), normalmente o mais cheio no Congresso Nacional, não há previsão de sessão. 

    Pela manhã, o Congresso se reuniu para analisar vetos presidenciais. Com número baixo de deputados, porém, a sessão foi encerrada por volta das 15h sem que fossem analisados os destaques. 

    Nesta semana, a Câmara aprovou apenas o projeto que permite a reinclusão de empresas que aderirem ao parcelamento de dívidas pelo Refis no Simples Nacional. O texto só conseguiu ser votado porque tem apoio de todos os partidos da Casa -foi aprovado por 270 votos a um. 

    Na pauta da Casa, seguem parados dois projetos de interesse do governo: a cessão onerosa, que altera regras do pré-sal, e o cadastro positivo, que pretende tornar automática inclusão de consumidores em banco de dados sobre crédito. 

    NAOM-Com informações da Folhapress.


    Imprimir