Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    08/05/2018

    TRÊS LAGOAS| Assistência Social do município promove atualização profissional de servidores

    É o “Projeto Mutação Profissionais” para trabalhar informações que levem à reflexão e postura diferenciada para maior flexibilidade de soluções

    ©Divulgação
    A Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) de Três Lagoas, por meio da equipe da diretoria do Departamento de Proteção Social Especial, vem executando, desde segunda-feira (7), o “Projeto Mutação Profissionais”, no auditório da Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas (ACITL).

    Esse projeto de capacitação dos profissionais, que trabalham nos variados setores do Departamento de Proteção Social Especial da SMAS, no exercício de suas funções específicas, irá estender-se até sexta-feira (11), em período integral.

    O objetivo dessa capacitação é “oferecer e trabalhar informações que levem à reflexão e a uma postura diferenciada, no sentido de se prever e acompanhar situações que demandam serviços que requerem acompanhamento individual e/ou familiar”, explicou o diretor do Departamento de Proteção Social Especial, Luis Fernando Tondeli Fochi.

    Como resultados práticos previstos dessa capacitação é “conseguirmos, consequentemente, maior flexibilidade diante das soluções protetivas”, resumiu a secretária de Assistência Social de Três Lagoas, Vera Helena Arsioli Pinho.
    ©Divulgação
    No Projeto “Mutação Profissionais”, a realização das atividades vem sendo em período integral e tem a participação de Cuidadores Sociais e equipes de coordenadores, que trabalham nas Unidades de Acolhimento e outras unidades da SMAS.

    Como observou a pedagoga da SMAS, Rosiris Magalhães da Silva, a proposta do “Projeto Mutação Profissionais” é permitir aos participantes “um mergulho nas certezas e incertezas vivenciadas pelos profissionais que atuam nos serviços de média e alta complexidade”, explicou.

    Rosiris se referiu à rotina “de atendimento às crianças e ou adolescentes em situação de violência, abandono ou de direitos violados, bem como, será possível, nestes dias, associarmos teorias e práticas que buscam a transmissão dos conhecimentos e orientações durante atendimentos e em rotinas de trabalho”, frisou a pedagoga.
    ©Divulgação

    ASSECOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS