Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    29/05/2018

    Na Semana Estadual do Leite, Sistema Famasul fomenta ações para aumento do consumo em MS

    De palestras à assistência técnica no campo, iniciativas promovem a pecuária leiteira no estado

    ©Divulgação
    O superintendente do Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, Lucas Galvan, participou nessa terça-feira (29) do ‘Leite da Manhã’, evento realizado na sala da Presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, em alusão à Semana Sul-mato-grossense do Leite.

    Galvan destaca que o Sistema Famasul vem intensificando as ações que estimulem essa cadeia no estado. “Estudos do nosso Departamento Técnico observaram que, mesmo com as dificuldades enfrentadas pelos produtores, é visível a evolução da produtividade e os ganhos de gestão. Resultado do empenho dos produtores que buscam tecnologia e gestão”.

    O superintendente do Senar/MS afirmou que o desafio do setor é aumentar a produtividade e a rentabilidade, o que exige tecnificação e conhecimento. “Por isso a importância do Senar/MS para a qualificação e capacitação de todos os envolvidos na pecuária de leite, tanto que hoje ofertamos 18 cursos voltados para a Formação Profissional Rural e a Promoção Social relacionados a esta atividade”.

    Durante o evento, o secretário da Semagro, Jaime Verruck, salientou: “Precisamos entender a importância do leite, e mais ainda o maior consumo interno do leite produzido no Mato Grosso do Sul, um alimento importante para a economia e mais ainda para a saúde. O Estado tem feito uma série de medidas para dar melhor competitividade, com estrutura industrial adequada, de tal forma que eleve a produção e o consumo, com o esforço de instituições como o Senar/MS e a Agraer”, observou.

    “A cada ano estimulamos uma reflexão da importância do leite nas nossas vidas. Embora Mato Grosso do Sul tenha uma produção significativa e exporta boa parte da produtividade, o consumo interno tem sido pequeno”, afirmou o presidente da ALMS, Junior Mochi.

    O deputado é autor da Lei 4.409, de 30 de setembro de 2013, que insere no Calendário Oficial de Eventos do estado de Mato Grosso do Sul, a Semana Sul-mato-grossense do Leite, a ser comemorada na semana em que ocorrer o dia 1º de junho, no Dia Mundial do Leite. A data foi criada em 2001, pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO/ONU), com o objetivo de incentivar o consumo de lácteos à população mundial.

    Desde 2014, o Senar/MS oferece a metodologia de ATeG – Assistência Técnica e Gerencial Mais Leite, que tem objetivo de contribuir com o desenvolvimento desta cadeia, oferecendo orientação técnica, capacitação e apoio gerencial na atividade. Atualmente 497 propriedades são atendidas em 27 municípios sul-mato-grossenses.

    Em Mato Grosso do Sul a média de produção das vacas em lactação é de 3,66 litros/dia, segundo dados do IBGE (2016). Hoje nas propriedades assistidas pela ATeG a média registrada é de 7,38 litros/ vaca/ dia.

    Galvan reforça a representatividade do Sistema Famasul no apoio à organização da cadeia produtiva e na valorização do produto. “Temos duas cadeiras na Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Leite de MS – uma do Senar/MS e outra da Famasul; ocupamos um cargo na Comissão Nacional da Pecuária de Leite; e ainda somos membros do Conseleite - Conselho Paritário de Produtores e Indústrias de Leite em Mato Grosso do Sul”.

    Mais ações da Semana do Leite

    Por meio do Agrinho, maior programa de responsabilidade social, o Senar/MS promove em quatro escolas municipais da Capital palestras educativas para o incentivo do consumo do leite. Com a participação dos bonecos dos personagens do programa – Agrinho, Aninha e Nando - a iniciativa envolve mais de 800 crianças. 

    Fonte: Assessoria de Comunicação Sistema Famasul


    Imprimir