Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    18/05/2018

    Deputado Barbosinha manifesta apoio a campanha para combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes

    Deputado Barbosinha manifesta apoio a campanha para combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes. ©João Garrigó
    No dia 18 de maio de 1973, a pequena Araceli Cabrera Sánchez Crespo, de oito anos de idade, foi sequestrada, drogada e morta em Vitória-ES. Seis dias depois, encontrado em um matagal, o seu corpo continha queimaduras provocadas por ácido e vestígios de abuso sexual. Os criminosos não foram punidos e a população capixaba se calou diante da atrocidade.

    O episódio bárbaro selou a data de 18 de maio como o, “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, instituído formalmente pela Lei N. 9.970/2000. A data carrega a grandiosa missão de lembrar a sociedade, a família e o Estado de que é preciso proteger nossas crianças e adolescentes, de que o silêncio diante da violação de seus direitos gera impunidade e lhes causa sérias consequências.

    Nesse ano, o Ministério dos Direitos Humanos, com o slogan Faça Bonito - Proteja nossas crianças e adolescente, promove uma campanha convocando a sociedade para assumir a responsabilidade de prevenir e enfrentar o problema da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes no Brasil.

    Desde 2009 utiliza como símbolo uma flor, como uma lembrança dos desenhos da primeira infância, além de associar a fragilidade de uma flor com a de uma criança. O desenho também tem como objetivo proporcionar maior proximidade e identificação junto à sociedade, proximidade e identificação com a causa.

    O deputado estadual Barbosinha, ex-secretário de Justiça e Segurança de Mato Grosso do Sul faz questão de demonstrar seu apoio à campanha.

    “Não é possível aceitar que crianças e adolescentes, assim como qualquer pessoa, tenha seus direitos violados. Não podemos tolerar que roubem a infância e a adolescência desses pequenos, e a campanha é de fundamental importância no sentido de conscientizar, alertar, prevenir e sensibilizar a todos para que casos como o da pequena Araceli não aconteçam novamente. Todo meu apoio e solidariedade a essa campanha”, disse o deputado Barbosinha.

    ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS