Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    09/05/2018

    Criança tem braço rasgado por mordida de pitbull enquanto soltava pipa em Campo Grande

    Criança foi levada à UPA do bairro Coronel Antonino. Ela ficará de repouso por cerca de 10 dias, de acordo com a mãe da vítima.

    Criança tem braço rasgado por mordida de pitbull enquanto soltava pipa em Campo Grande ©Reprodução 
    Um menino de seis anos levou dez pontos no braço após ser mordido por pitbull na tarde desta quarta-feira (9), em Campo Grande. A criança soltava pipa em um campo próximo à casa dela, na Vila Margarida, região norte da cidade, quando foi atacada.

    De acordo com a mãe do garoto, Rosely Cavalheiro de Almeida, de 39 anos, ela estava no trabalho quando foi avisada do ocorrido pela amiga, que cuidava da criança. Na ocasião, o filho soltava pipa com um amigo quando o cachorro foi solto pelo dono. O animal atacou o braço e a mão esquerda da vítima. O outro menino não teve ferimentos.

    Conforme informações dos familiares, a criança foi levada para uma Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) em frente ao local onde houve o incidente, mas, a unidade estava sem médicos.

    Eles também tentaram acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e, devido à demora do socorro pela falta de viaturas, a criança foi levada por moradores à Unidade de Pronto Atendimento Comunitário (UPA) do bairro Coronel Antonino.

    Ainda segundo a mãe, três camadas de pele foram perfuradas pelos dentes do animal. Além disso, criança deverá ficar em repouso por 10 dias, período que ficará sem ir à escola e fazendo a limpeza diária dos ferimentos.
    Segundo a mãe, menino teve três camadas de pele perfuradas (Foto: Rosely Cavalheiro de Almeira/ Arquivo Pessoal)
    "Chegando lá eu vi a situação que ele estava. Ele levou oito pontos por fora e dois por dentro [...] foi um corte profundo, mas graças a Deus não aconteceu nada de pior", comenta Rosely.

    A amiga que cuidava da criança enquanto a mãe estava fora, que não quis se identificar, disse que passou por momentos de tensão e revolta, pois o dono do pitbull a ofendeu verbalmente devido ao ocorrido, mas ele ainda não foi ouvido pela reportagem. O pai do menino que também brincava no campo confirmou os fatos.

    O morador da região Maykon Fábio Ferreira, de 18 anos, contou ao G1que uma vez também foi quase atacado pelo cachorro enquanto andava pela mesma rua, mas ele conseguiu se defender.

    A criança já está em casa recebendo os cuidados necessários. A família disse que vai registrar boletim de ocorrência.
    Ferimentos devem ser limpados diariamente durante 10 dias em Campo Grande, MS (Foto: Nathália Rabelo/G1 MS)
    Campo onde menino foi atacado; unidade de saúde logo em frente em Campo Grande, MS (Foto: Nathália Rabelo/G1 MS)

    Fonte: G1/MS
    Por: Nathália Rabelo - Sob supervisão da jornalista Graziela Rezende
    Imprimir