Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    04/04/2018

    Relator da Reforma do Ensino Médio comemora mais um passo do Brasil para "a educação de primeiro mundo"

    © Divulgação
    De acordo com o Senador Pedro Chaves (PRB), o Brasil deu nesta semana mais um passo importante para ter no futuro uma educação de primeiro mundo. Relator Medida Provisória 746, que tratou no Congresso Nacional da Reforma do Ensino Médio - matéria aprovada em fevereiro do ano passado - a mudança principal será que o aluno assumirá o papel de protagonista da sua formação escolar. A comemoração do parlamentar se dá porque, na terça-feira (3 de abril), o Ministério da Educação encaminhou para a última versão da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio ao Conselho Nacional de Educação (CNE).

    Essa diretriz vai nortear todas as disciplinas federativas, como também as propostas pedagógicas de todas as escolas do Brasil. A proposta é estabelecer uma orientação para o conteúdo a ser aplicado em cada série do Ensino Médio, ou seja, conhecimentos, habilidades e competências devem ser desenvolvidos de modo igualitário para todos os jovens estudantes de nosso país. Eu fico muito satisfeito em fazer parte do futuro das nossas crianças, afinal, a Base Nacional Curricular foi desenvolvida a partir da Reforma do Ensino Médio, que esteve sob minha relatoria no Senado Federal", destaca Pedro Chaves, que também é professor de Matemática, além de empresário consagrado na área de Educação, tendo fundado uma das principais escolas de Campo Grande e uma universidade. 

    O senador considera que a Reforma do Ensino Médio, sendo colocada em prática deva retirar o país de um atraso de décadas. "Tenho grande orgulho por ter promovido a maior mudança da educação brasileira nos últimos 20 anos. Somente através da educação poderemos transformar a realidade de nosso povo e com o atual modelo do ensino médio o aluno se tornou o protagonista do seu próprio futuro", cita. 

    De posse do documento da BNCC, o Conselho Nacional de Educação irá debater o material e também votar a versão final da proposta de alterações, baseada na relatoria de Pedro Chaves. Após esse trâmite, o Ministério da Educação recebe novamente a Base Nacional Comum Curricular, já no formato para homologação. 

    A BNCC define as competências e objetivos de aprendizagem nas quatro áreas do conhecimento: linguagens e suas tecnologias, matemática e suas tecnologias, ciências da natureza e suas tecnologias e ciências humanas e sociais aplicadas.

    Fonte: ASSECOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS