Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    03/04/2018

    Petistas preparam plano para eventual prisão de Lula

    O plano de contingência é não se opor ao cumprimento da ordem e ainda garantir que Lula esteja cercado de amigos e apoiadores

    © DR
    O dia 4 de abril vai ser decisivo para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar o pedido de habeas corpus preventivo que, caso aceito, o manterá longe da prisão. Ele foi condenado a 12 anos e um mês em regime fechado no caso do tríplex no Guarujá. No entanto, petistas já se preparam para o caso do pedido ser negado e o juiz Sergio Moro determinar a prisão. 

    O plano de contingência, de acordo com a Folha de S. Paulo, é não se opor ao cumprimento da ordem e ainda garantir que Lula esteja cercado de amigos e apoiadores. Pessoas ligadas ao ex-presidente revelaram que ele está preocupado com o risco de que tenham confrontos e ameaças. O julgamento de quarta-feira está marcado para começar às 14h (horário de Brasília). 

    Como lembra a reportagem, militantes se concentrarão no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo - onde Lula deve estar para assistir ao julgamento. Além disso, a PM já declarou que irá dividir a área da Esplanada dos Ministério, em Brasília, para separar os manifestantes pró e contra o ex-presidente.

    Fonte: NAOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS