Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    14/03/2018

    Taxa do Lixo: Prefeitura garante que 100% dos imóveis terão redução

    Um terço da população pagará cerca de R$ 7 por mês

    © Divulgação
    Após a reunião com vereadores na Câmara da Capital, no fim da manhã desta quarta-feira (14), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) anunciou novo cálculo da taxa do lixo, e revelou que houve redução do valor cobrado para 100% das inscrições imobiliárias da Capital.

    O prefeito apresentou dados que mostram que 25% dos contribuintes pagará valores de até R$ 50, outros 35% valores que oscilam entre R$ 50 a R$ 100 e 27% algo entre R$ 100 a R$ 200.

    “Um terço das inscrições (imobiliárias) vão pagar algo em torno de R$ 7 por mês”, destacou o prefeito.

    Os novos valores devem resultar numa arrecadação de aproximadamente R$ 45 milhões, e o Chefe do Poder Executivo frisou que o restante do valor pago pelo município à Solurb, pelo serviço de coleta, remoção e destinação de resíduos sólidos, por volta de R$ 40 milhões, será oriundo do caixa do município.

    Marquinhos voltou a destacar que quem não optou pelo ressarcimento dos valores pagos em janeiro, junto com o boleto do IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano), vai receber um aviso de crédito junto ao município, valor que, corrigido monetariamente, será descontado automaticamente da taxa do lixo referente a 2019.

    A previsão de envio dos boletos permanece sendo o mês de abril, já que não haverá necessidade, disse o prefeito, de enviar um novo projeto à Câmara. O novo cálculo teve por base o perfil socioeconômico dos contribuintes.

    O presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB), afirmou que a Casa ‘voltou a fazer a coisa mais justa’, e ressaltou que havia uma ‘discrepância na aplicabilidade da lei’, o que foi corrigido pelo Executivo. “Justiça foi feita”, declarou o tucano.

    Fonte: Midiamax
    Por: Ludyney Moura


    Imprimir