Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    13/03/2018

    Sétima edição do Encontro de Gestores de RHs acontece na próxima quarta-feira


    A Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems) realiza, na próxima quarta-feira (14), a partir das 8h, no Novotel, o “7º Encontro de Gestores de RH”. Na sua sétima edição, com o tema “Família: Um bem que merece ser cuidado”, o evento continua com o objetivo de estreitar laços e o relacionamento entre a Cassems, as secretarias e os órgãos conveniados, contudo, neste ano, o encontro vai realizar debates sobre políticas públicas no enfrentamento da violência contra a mulher. O presidente da Caixa dos Servidores, Ricardo Ayache, ministrará uma palestra sobre o planejamento estratégico realizado pela Cassems.

    O encontro também contará com outros palestrantes, como a diretora de Assistência à Saúde e o diretor Jurídico Cassems, Maria Auxiliadora Budib, que falará sobre a Clínica da Família, e Cleber Tejada, respectivamente, e a juíza Jaqueline Machado. A diretora de Clientes da Caixa dos Servidores, Jucli Stefanello, salienta que, assim como nas outras edições, o encontro visa estreitar os laços entre a Cassems e os RHs das secretarias estaduais e dos municípios conveniados.

    “Os setores de Recursos Humanos das secretarias de Governo são a extensão da Caixa dos Servidores, então, é primordial que exista essa aproximação entre nós. Pelo interesse desses gestores em participar do encontro, podemos afirmar que já é um evento esperado por todos e nós já percebemos que essa parceria deu resultados, entre eles, uma maior sintonia entre os RHs e a Cassems. Os setores de Recursos Humanos são o elo mais forte entre a Caixa dos Servidores e os servidores públicos”, avalia.

    A diretora também explica que neste ano o evento encampa um assunto muito sério: a violência contra a mulher. No período matutino, haverá debates e palestras sobre esse tema. Jucli entende que a Cassems deve ser parceira de todo e qualquer ação que busque coibir ou eliminar a violência contra as mulheres.

    “A violência contra a mulher é um problema de saúde pública e de justiça social que vitimiza uma em cada três mulheres no mundo. Essa violência não é normal, é um crime e o Brasil ainda é responsável por 40% de toda a violência contra a mulher na América Latina. Infelizmente, segundo pesquisa recentemente divulgada, Mato Grosso do Sul lidera o ranking de violência contra a mulher, então, esse tema é de suma importância e requer ações e debates para mudarmos essa realidade”, pontua.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir