Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    29/03/2018

    Com reforços, DEM não descarta candidatura própria ao governo

    Partido ainda quer trazer novas lideranças e reforçar bancada estadual até fechamento da janela

    Deputado Luiz Henrique Mandetta, presidente estadual do DEM, em Brasília © Agência Câmara
    Com os reforços da deputada federal Tereza Cristina (DEM), e agora com a filiação do ex-prefeito de Dourados, Murilo Zauith, a direção estadual do DEM não descarta tem candidatura própria ao governo estadual e até disputar uma das vagas ao Senado. Eles vão realizar encontros regionais para decidir como irão se posicionar na campanha.

    “Nos reforçamos e fortalecemos o partido no Estado e isto vai ser levado em conta na hora de decidir como vamos atuar nesta campanha. Existem três candidatos ao governo com perfis diferentes e nós também podemos ter candidatura própria, ou seja, vamos analisar as opções”, disse o presidente estadual do DEM, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta.

    Mandetta ainda espera ter novos reforços até o final da janela partidária, entre eles o deputado estadual José Carlos Barbosa (PSB). “Fizemos o convite a ele e agora aguardamos a resposta, seria um quadro importante para o partido pelo seu trabalho e conhecimento na segurança pública, que é uma das nossas prioridades”.

    Encontros - O deputado ressaltou que já está planejado quatro encontros regionais no Estado, além de um evento oficial das novas filiações que vai ocorrer no dia 7 de abril, em Campo Grande. “Antes de tomarmos as decisões, precisamos ouvir as lideranças, discutir internamente e falar com a população, o momento é de discussões, já que a convenção será em agosto”.

    O evento marcado para Campo Grande, que vai ocorrer durante a manhã, pode ter a presença do presidente da Câmara Federal, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que é pré-candidato a presidência da República. “Falta só confirmar a questão da agenda, o encontro deve ocorrer na Câmara Municipal”.

    Possibilidades - Ele disse que existem várias possibilidades de candidatura para as lideranças do DEM. “A Tereza (Cristina) pode buscar a reeleição em Brasília, ou tentar cargos na majoritária, assim como eu e o Murilo, não tem definição ainda”.

    Também comentou que confia na permanência do deputado Zé Teixeira (DEM). “Esperamos contar com ele, até para montarmos uma chapa forte na proporcional”. O parlamentar tinha dito que caso houvesse um veto do partido sobre apoio ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB), deixaria a legenda.

    Fonte: campograndenews
    Por: Leonardo Rocha


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS