Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    21/03/2018

    Assomasul exalta parceria institucional com o ‘governo municipalista’

    Caravina durante discurso © Franklin Ribeiro
    O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Pedro Caravina, abriu seu discurso na manhã desta quarta-feira (21), durante a cerimônia de repasse de recursos do Estado para investimento na assistência social dos municípios, exaltando a atenção especial dada pelo governador Reinaldo Azambuja nessa e em outras áreas da administração pública. 

    Durante o ato, ocorrido no Auditório da Governadoria, em Campo Grande, o governador repassou R$ 16,2 milhões do Feas (Fundo Estadual de Assistência Social) para custeio do setor de assistência social nos 79 municípios do Estado. 

    Falando em nome dos prefeitos, Caravina destacou, além da liberação dos recursos, o reajuste que o governo concedeu nos valores para investimento este ano. 

    De acordo com o governo, os repasses tiveram aumento de quase 30% entre os anos de 2015 e 2018 – saltando de R$ 12,8 milhões para R$ 16,2 milhões. 

    “Quero destacar a importância desse trabalho de toda a equipe de assistência social nos municípios, principalmente governador, numa época de crise. Hoje a dificuldade financeira acaba batendo à porta da assistência social, e não só na questão alimentar, no apoio aos Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), na questão dos idosos, mas esse aconchego que os gestores de assistência social faz para atender o setor”, enfatizou o dirigente, ao classificar de municipalista a atuação do governo em relação a esse e outros investimentos. 

    Em discurso, Reinaldo destacou descentralização da política pública na área social. “Antigamente os repasses eram feitos por meio de convênios. Em 2015 começamos a fazer transferências do Feas para os fundos municipais, o que garante que todos os municípios sejam contemplados”, explicou. 

    Conforme a secretária de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, Elisa Cleia Nobre, a distribuição dos R$ 16,2 milhões entre os municípios obedece critérios como número de habitantes e número de famílias em situação de pobreza. “O repasse acontece mensalmente. Dessa forma, atendemos as prefeituras e entidades do terceiro setor credenciadas que trabalham diretamente com crianças, adolescentes e idosos”, contou. 

    Em Mato Grosso do Sul, a rede socioassistencial possui 146 Cras (Centros de Referência de Assistência Social), 68 Creas, quatro Centros de Atendimento à População em Situação de rua e ainda 220 unidades públicas e 312 unidades privadas de atendimento, que ofertam serviços de Proteção Social Básica e Especial de Média e Alta Complexidade. 

    Participaram da cerimônia de repasses de recursos, na Governadoria, além de Reinaldo e Caravina, a vice-governadora, Rose Modesto; o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel; o Controlador-geral do Estado, Carlos Eduardo Girão; prefeitos e vice-prefeitos de todas as regiões do Estado e os deputados estaduais Mara Caseiro, Paulo Corrêa, Lídio Lopes, Beto Pereira, Herculano Borges, Rinaldo Modesto, João Grandão, Junior Mochi e Eduardo Rocha.

    Fonte: ASSECOM
    Por: Willams Araújo 


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS