Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    07/02/2018

    TRÊS LAGOAS| Saúde municipal alerta para o perigo das IST-Aids e HV no período de Carnaval

    Principal foco do alerta é a prevenção de HIV/Aids, mas vale também para o risco de propagação de outras doenças sexualmente transmissíveis

    © Divulgação 
    A Prefeitura de Três Lagoas, por meio das equipes de profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), responsáveis pelo Programa Municipal de Infecções Sexualmente Transmissíveis, Aids e Hepatites Virais (IST-Aids/HV), faz importante alerta à população do perigo de propagação de doenças no período de Carnaval, que ocorre em todo o Brasil, a partir de sexta-feira (9) até terça-feira (13).

    Em Três Lagoas, teremos o “Carna Três”, evento de Carnaval promovido pela Prefeitura, com bailes carnavalescos no espaço Arena Mix, nos dias 12 e 13, das 21h às 03h, e matinê na terça-feira (13), das 15 às 18h.

    O principal foco da Saúde, como ocorre em todo o Brasil, por meio das orientações de campanhas do Ministério da Saúde, é a prevenção de HIV/Aids (Vírus da Imunodeficiência Humana, causador da Aids), mas o alerta vale também para o risco de propagação de outras doenças sexualmente transmissíveis como, HPV (Papilo Vírus Humano), Herpes Genital, Gonorreia, Hepatite B e C e Sífilis, que vem aumentando o número de ocorrências no Brasil e no Mundo.

    AÇÕES PREVENTIVAS E EDUCATIVAS

    As ações do alerta da Saúde de Três Lagoas serão intensificadas, a partir de sábado (10), com distribuição de preservativos, gel lubrificante e panfletos educativos, em bares, lanchonetes e casas noturnas, “em todos os lugares onde houver aglomeração de pessoas”, como resumiu a coordenadora da equipe do CTA - Centro de Testagem e Aconselhamento do IST-Aids/HV, psicóloga Susie Donero.

    A equipe estará também no espaço Arena Mix, onde será montada uma tenda do CTA - Programa Municipal IST-Aids/HV, com a mesma finalidade de distribuir gratuitamente os preservativos e gel lubrificante, assim como orientar os foliões quanto à importância da prevenção.

    Junto com essa equipe, responsável pelas campanhas educativas e preventivas, feitas periodicamente junto à população, com distribuição gratuita de preservativos em eventos públicos, o Programa Municipal IST-Aids/HV possui também a equipe do Serviço de Atenção Especial (SAE), coordenado pela enfermeira Beatriz Rodrigues de Souza Melo.

    IMPORTÂNCIA DA PREVENÇÃO

    Como tem alertado a psicóloga Susie, “a prevenção se faz todos os dias. Muitas pessoas ainda acreditam que a Aids está vinculada a determinada classe social, escolaridade, mas devemos lembrar que não existe grupo de risco. Por isso, qualquer pessoa que mantiver relação sexual desprotegida, está suscetível a adquirir HIV”.

    A coordenadora do CTA também alertou que, em Três Lagoas, “temos pacientes em todas as faixas etárias, desde uma criança em acompanhamento por transmissão vertical, da mãe para o bebê, até um paciente de 78 anos de idade”, informou.

    Segundo os relatórios periódicos do Ministério da Saúde e constatados também em Três Lagoas, os maiores índices de prevalência de Aids estão na população jovem, ou seja, na faixa etária dos 19 aos 40 anos.

    Conforme o alerta do Ministério da Saúde, nessa faixa etária, apenas pouco mais de 56% tem o hábito de usar preservativos (camisinha) nas relações sexuais com parceiros eventuais.

    Susie informou que, em 2017, foram registrados 91 casos novos de Aids, sendo 59 homens e 32 mulheres. De janeiro até agora, “temos 10 novos casos”, alertou a coordenadora do CTA.

    SERVIÇO

    O Programa Municipal IST-Aids/HV localizado à Rua Bom Jesus da Lapa, número 1078, no Centro, nas proximidades da antiga escola do Sesi. Telefone (67) 3929-9893.

    O atendimento à população, incluindo a distribuição gratuita de preservativos masculinos, femininos e gel lubrificante, é de segunda-feira a sexta-feira, no horário das 7h às 17 horas.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS