Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    18/02/2018

    Inmet coloca Capital e 72 cidades de MS em alerta de chuva forte

    As chuvas podem atingir 50 milímetros e os ventos chegam a 60 quilômetros por hora.

    Céu escuro na tarde deste sábado em Campo Grande © Reprodução
    O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) colocou neste sábado (17) Campo Grande e outros 72 municípios de Mato Grosso do Sul em alerta de chuvas intensas. As chuvas podem atingir 50 milímetros e os ventos chegam a 60 quilômetros por hora.

    Como previsto, “nuvens carregadas” escureceram o céu da Capital nesta tarde e anunciam forte chuva para as próximas horas.

    Embora o alerta, o risco de corte de energia, queda de galhos de árvores e estragos em plantações é baixo.

    No interior, o fenômeno já apareceu e em poucas horas causou transtorno em alguns locais como na rodovia MS-164 entre os municípios de Antônio João e Ponta Porã. Lá, a chuva fez com o nível de um rio subisse e alagasse trecho da rodovia.

    A previsão é de que hoje persistam as condições de pancadas de chuvas e trovoadas, de moderada a forte intensidade em todo Estado.

    As condições do tempo a partir de segunda-feira (19) estarão diretamente ligadas à formação e evolução de um ciclone no sul do País. Os ventos se intensificam e passam a prevalecer do setor norte. A convergência de ventos úmidos e quentes aumenta, o que adiciona mais instabilidade à atmosfera, especialmente à tarde, quando são esperadas chuvas fortes e mais prolongadas.

    Para terça-feira (20) estão previstos os maiores volumes de chuva no MS dessa semana, com destaque para o sul e sudoeste do estado onde os acumulados serão significativos.

    No dia seguinte, à medida que o ciclone afasta da costa da região sul, os ventos passam ao setor sul. As chuvas cessam e a nebulosidade diminui a partir do sudoeste. Sem embargo, ainda são esperadas pancadas de chuva e trovoadas potencialmente fortes na faixa centro-norte do MS.

    Fonte: campograndenews
    Por: Guilherme Henri


    Imprimir