Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    21/02/2018

    Doméstica foge de patroa que a manteve presa e obrigou a se prostituir

    Promessa de emprego virou pesadelo de 57 dias para a jovem de 26 anos

    © Divulgação
    Após conseguir um emprego de empregada doméstica, na cidade de Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, uma jovem de 26 anos foi obrigada pela patroa a se prostituir.

    A jovem que conseguiu fugir depois de 57 dias mantida presa na residência da mulher procurou ajuda na casa de seu pai, que mora na cidade. Na delegacia, a vítima contou que trabalhou apenas por três dias com afazeres domésticos e depois foi obrigada a se prostituir.

    Segundo a jovem, ela trabalhava na parte da manhã com os afazeres da casa e depois atendia aos clientes na residência que faziam o pagamento direto a dona da casa. Ainda de acordo com ela, os programas eram para pagar contas da patroa com a aquisição de celulares, roupas e eletrodomésticos para a casa.

    A jovem teria ido para a residência para trabalhar no dia 20 de dezembro do ano passado conseguindo fugir apenas no dia 17 de fevereiro deste ano, quando procurou a delegacia da cidade para registrar um boletim de ocorrência.

    Na residência, ela contou que não haviam outras meninas e não há informações se a autora foi encontrada pela polícia para prestar esclarecimentos.

    Fonte: Midiamax
    Por: Thatiana Melo


    Imprimir