Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    26/12/2017

    Recursos a estados serão agilizados para governadores que apoiarem reforma, diz Marun

    Estratégias serão definidas em nova reunião, nesta quarta

    © Reprodução
    A agilidade na liberação de financiamentos para governadores em troca de apoio à Reforma da Previdência do Governo Federal foi confirmada nesta terça-feira (26) pelo ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (PMDB). Marun, no entanto, negou durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto que as tratativas não representam chantagem com os governantes.

    O ministro falou com jornalistas depois de se reunir com Michel Temer (PMDB), nesta tarde. Segundo ele, a aprovação da Reforma em fevereiro, na volta dos trabalhos na Câmara dos Deputados, é dada como certa pelo Governo.

    As estratégias para que a aprovação de fato ocorra serão definidas em reunião marcada para esta quarta-feira (27) que contará, inclusive, com presença do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), além do presidente Temer.

    Entre as estratégias do governo Temer estão liberação de financiamentos para os Estados. Questionado por jornalistas se os recursos liberados pela Caixa Econômica Federal se transformariam em “moeda de troca”, Marun desconversou.

    “Recursos com a Caixa e BNDES são assuntos de governo, se não fosse, o governador faria com outros bancos. Queremos que os governadores nos auxiliem, não acredito que seria chantagem nesse aspecto”, afirmou o ministro.

    Sobre quais ações Temer poderia tomar em relação aos governadores que não apoiem a reforma, Marun se limitou a dizer que as liberações devem ocorrer com maior agilidade em caso de apoio à Reforma.

    Marun afirmou que tem visto cada vez “menos gente não querendo votar a favor da reforma”, mas lembrou de políticos da oposição, que continuam contra a aprovação da medida de Temer.

    Fonte: Midiamax
    Por: Aliny Mary Dias


    Imprimir