Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    08/12/2016

    Senai capacita 137 trabalhadores para atender unidade da Biosev em Rio Brilhante

    Divulgação

    O Senai, em parceria com a Prefeitura de Rio Brilhante (MS) e a indústria sucroenergética Biosev, realizou, na noite de terça-feira (06/12), no plenário da Câmara de Vereadores, a formatura de 137 alunos de nove cursos de qualificação profissional oferecidos para atender a demanda por mão de obra da empresa no município. O diretor-técnico do Senai, Gilberto Schaedler, destacou a função social da qualificação da mão de obra aliada à promoção da competitividade das indústrias e desenvolvimento econômico da região de Rio Brilhante.

    “A formatura representa a porta de entrada no mercado de trabalho, com empregos de dignos e carteira assinada. Também representa possibilidades reais de crescimento nas empresas, o que é de uma relevância muito grande porque esse trabalho do Senai, em parceria com as instituições da região, contribui com a formação justamente para que tenhamos trabalhadores mais preparados e empresas mais competitivas. Desta forma, certamente serão abertos novos mercados, e gerar mais empregos para os moradores da região”, avaliou Gilberto Shcaedler.
    Divulgação
    Como não conta com unidade física na cidade, o Senai mobilizou toda estrutura necessária para atender as necessidades de qualificação do trabalhador da indústria de Rio Brilhante. Conforme o gerente do Senai de Dourados, Yashi de Miranda, que responde pela entidade na região, foram oferecidos cursos de manutenção de ar-condicionado de máquinas agrícolas, mecânico de máquinas agrícolas, ferramentas avançadas no Power Point e operador de processos químicos industriais.
    Divulgação
    “O Senai veio para cumprir a missão dele”, falou Yashi de Miranda sobre o aparato levado à Rio Brilhante. “Foram instaladas salas de aulas móveis no centro da cidade, em um local de fácil acesso para o trabalhador. Procuramos também trazer todos os recursos necessários para atender e promover essa qualificação, com carretas, unidades móveis e nossos melhores instrutores. Por isso, ao ver esses alunos formados, depois de meses de curso, é o resultado de muito empenho”, reforçou.

    Parceiros

    Já o superintendente da Biosev, Rodrigo Jonko Douglas, afirmou que a parceria com o Senai veio para atender a demanda da empresa por trabalhadores qualificados. “E é importante falar da premissa de sempre contratar mão de obra da comunidade e com o Senai estamos conseguindo colocar isso em prática porque a nossa demanda por mão de obra qualificada é muito grande”, ressaltou.
    Divulgação
    A Prefeitura também aproveitou a estrutura levada pelo Senai à Rio Brilhante e, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, firmou uma parceria para oferecer gratuitamente os cursos de operador de computador, Excel básico e eletricista de automóveis. “Quando nossa gestão assumiu, uma das primeiras visitas que realizei foi ao Senai porque sabia da importância que a instituição teria para o desenvolvimento da nossa região. Agora que vocês têm um certificado do Senai, aqueles que abraçarem essa oportunidade com certeza vão concorrer a uma vaga no mercado de trabalho com um diferencial em relação aos demais”, disse o prefeito Sidney Foroni.

    “Tivemos a felicidade de firmar essa parceria com o Senai, uma parceria muito importante para qualificar jovens e adultos da nossa cidade, pais e mães de família que passam a ter oportunidades de um emprego digno”, emendou a secretária municipal de Assistência Social, Hedi Cuel.

    Formandos

    Apostando em mais oportunidades no mercado de trabalho, Stefani dos Santos Tibúrcio, 23 anos, comemorou o certificado no curso de operador de processos químicos industriais. “É uma área que tem um salário muito bom e aqui em Rio Brilhante a usina é a que mais emprega e paga melhor. E o curso é muito bom, muito gostoso de fazer e fui muito abençoada porque quando soube das vagas, fui correndo lá e peguei a última. Foi a minha primeira qualificação, nunca tinha feito um curso e ainda por cima, estou desempregada e, se o curso não fosse gratuito, nunca teria condições de fazer. Agora estou muito confiante, ano que vem vou começar a procurar a emprego, deixar currículos, e sei que vai dar tudo certo”, falou.

    Toniel Ferreira, 32 anos, que pegou o diploma do curso de operador de computador, busca agora o crescimento na empresa onde trabalha. “Acredito que com o curso agora tenho condições de atuar em outros campos”, disse. Alex Santos Riquelme, formando do curso de manutenção de ar-condicionado de máquinas agrícolas, está confiante para buscar uma colocação na Biosev. “Sempre vi a usina como uma oportunidade muito boa, mas acho que não dava para bater na porta pedindo um emprego sem conhecer bem a profissão. Hoje, com o curso e o diploma, tenho mais segurança para levar meu currículo”, contou.



    Fonte: ASSECOM
    Por: Daniel Pedra


    Imprimir