Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    01/11/2017

    Fiscalização em rios será redobrada em feriado que antecede piracema

    PMA reforça fiscalização em feriado prolongado que antecede piracema. (Foto: PMA)
    Devido ao feriado prolongado que começa amanhã (2) e que aumenta significativamente o número de pessoas presentes nos rios nos últimos dias de pesca aberta, a PMA (Polícia Militar Ambiental), inicia às 8h desta quarta-feira (1) a Operação Dia de Finados, prevista para acabar no dia 5 de novembro às 7h00, envolvendo 342 policiais. Como aconteceu durante a operação ocorrida no último feriado prolongado, todo o efetivo da polícia será utilizado na operação.

    Em outubro é comum ter aumento no número de turistas e também da própria população do Estado nos rios pescando, especialmente em feriados prolongados, de acordo com a PMA. O reforço em novembro acontece, pois é o último fim de semana e feriado com a pesca aberta, antes da piracema.

    O aumento do número de pescadores acontece também porque os cardumes já começaram a se formar para a piracema e a captura se torna mais fácil.

    Leitos - As fiscalizações nos rios Paraná, Aporé e Paranaíba, também recebem reforço e foram intensificadas nos leitos, para prevenir e reprimir a pesca predatória. 

    O comando da PMA determinou que o reforço na fiscalização com as oito subunidades por esses locais. As subunidades de Cassilândia e Aparecida do Taboado desenvolverão fiscalização com maior atenção aos rios Paranaíba e Aporé, mas também com responsabilidades aos trechos do rio Paraná e aos rios de ambas as bacias, onde a pesca só fecha às 0h00 do dia 4 de novembro.

    As subunidades de Três Lagoas, Bataguassu, Batayporã, Naviraí, Porto Primavera, do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, Naviraí e Mundo Novo intensificarão a fiscalização no leito do rio Paraná, onde o período de defeso começa às 0h00 de hoje, mas também com preocupação à fiscalização nos rios de toda a bacia, onde a pesca só fecha no dia 4 de novembro.

    Fonte: campograndnews
    por: Renata Volpe Haddad


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS