Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    28/11/2017

    Edital para elaboração de estudos de viabilidade econômica de ferrovia é lançado

    Ferrovia ligará o Estado ao Paraná e reduzirá custos de transporte

    Apresentação da Nova Ferroeste foi hoje em SP - Divulgação
    Governo de Mato Grosso do Sul lançou hoje, em São Paulo, edital de chamamento para empresas de logística manifestarem interesse para elaboração de estudos de viabilidade econômica da ferrovia que unirá o Estado ao Porto de Paranaguá, no Paraná, considerado o segundo maior ponto de escoamento da produção nacional para exportação.

    Conforme o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), a consolidação da ferrovia levará a produção agropecuária do Estado a uma nova fronteira de competitividade.

    “Nosso grande gargalo é a logística. Não tenho dúvidas de que a construção desse modal ferroviário é o caminho para aumentar a competitividade da produção, ampliar a oferta, os dividendos aos produtores e agregar valor aos nossos produtos”, afirmou o governador.

    Atualmente, a produção do Estado é escoada somente por modal rodoviário e a implantação do ramal ferroviário deverá reduzir o custo do transporte em cerca de 30%. Juntos, MS e Paraná são responsáveis por cerca de 30% de toda a produção de grãos do País.

    Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) lançado hoje fará os estudos para mostrar qual o melhor caminho para unir os dois estados e transformar em um único corredor. 

    Diretor da Ferroeste, João Vicente Bresolin, adiantou que após a fase de elaboração dos estudos de viabilidade, o governo poderá fazer a licitação da ferrovia

    FERROESTE

    Com extensão de mil quilômetros, a nova ferrovia irá interligar o município de Dourados ao litoral do Paraná. Desses, somente 250 quilômetros já existem no trecho entre Cascavel e Guarapuava. O restante será totalmente novo. Os estudos de viabilidade estão orçados em R$ 25 milhões e o custo estimado da obra é de R$ 10 bilhões.

    Fonte: CE
    Por: GLAUCEA VACCARI


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS