Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 9 de outubro de 2017

    "O estado valeu à pena", diz governador sobre as conquistas de MS na economia

    Governador Reinaldo Azambuja durante coletiva de imprensa nesta segunda (Foto: André Bittar)
    Um dos estados mais novos do Brasil, a completar 40 anos nesta quarta-feira (11), Mato Grosso do Sul começa a trilhar um caminho produtivo que busca fugir do binômio grão-gado, diversificando seu portfólio de exportações e gerando emprego. “Valeu à pena, o estado valeu à pena”, diz o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sobre a economia local.

    “O estado nasce pecuário, depois entra na produção de grãos e gado e hoje está em um cenário de economia diversificada, com portfólio de exportação de 12 produtos. A participação dos grãos está em 33% ainda, mas outros setores estão crescendo, como a celulose, que tem participação de 23%”, afirma o gestor.

    Ele faz uma comparação com Mato Grosso, de onde o estado se desmembrou em 1977, mas que hoje vende principalmente quatro produtos para o exterior, ainda bastante focado na agropecuária.

    “O nosso desafio é aumentar ainda mais a gama de produtos exportados. O estado tem que deixar de ser um exportador de grãos queremos exportar também proteína, fibras, produtos com valores agregados”, disse Azambuja.

    Distribuição

    Os investimentos do poder público atualmente estão concentrados nas cidades com mais recursos humanos, principalmente Corumbá, Três Lagoas e Dourados, além da Capital. Alguns municípios têm a população pequena, o que dificulta a diversificação das atividades pela falta da mão de obra.

    Como exemplo cita a unidade da Aurora em São Gabriel do Oeste, que tem dois mil funcionários, mas a maior parte viajam diariamente de cidades próximas para trabalhar, já que o local onde está instalada tem baixa demografia.

    Ainda assim, o estado é o 5º em competitividade a nível nacional, o terceiro com maior projeção de crescimento do PIB, o segundo estado em investimento em infraestrutura e o segundo estado com geração positiva em empregos, segundo o governador.

    Fonte: campograndenews
    por: Ricardo Campos Jr.


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS